UM tribunal chinês absolveu quatro condenados à pena de morte devido a falta de legitimidade e autenticidade das confissões obtidas pela Polícia, informou ontem a Agência oficial Xinhua.

Trata-se do segundo erro judicial envolvendo arguidos condenados à pena capital que a Justiça chinesa reconhece este mês. Huang Zhiqiang, Fang Chunping, Cheng Fagen e Cheng Lihe foram condenados à morte em Julho de 2003, por um tribunal da cidade de Jingdezhen, na província de Jiangxi, por homicídio e violação de uma mulher. Após uma revisão do caso, iniciada em 30 de Novembro passado, o Supremo Tribunal de Jiangxi decidiu que as provas apresentadas há 13 anos foram "insuficientes". O vice-presidente do Supremo Tribunal de Jiangxi, Xia Keqin, pediu desculpa pelo erro e informou os homens do direito em pedir uma indemnização ao Estado. 

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 70,49 70,59
ZAR 5,21 5,22
EUR 75,67 75,77

24.01.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

NA semana passada, a cidade de Nampula foi marcada por uma polémica ...
2017-01-24 07:34:18
  NOS dias que correm, a comunicação é uma ferramenta ...
0000-00-00 00:00:00
TUDO acontecia pela primeira vez. Era a primeira vez que viajava de avião. ...
0000-00-00 00:00:00
HOJE acordei sem vontade de acordar. Sentei-me na cama, olhei para o computador. ...
2017-01-22 08:59:34
O RÁPIDO desenvolvimento económico que a Turquia tem registado nos ...
2017-01-24 08:28:47
ACREDITO que cada um de nós tenha uma história contada ou vivida sobre ...
2017-01-22 08:51:31
A VOZ da indignação chega-nos quando estamos sentados ao sofá, ...
2017-01-23 06:20:07
SIRVO-ME deste meio para felicitar a nossa Polícia de Trânsito que ...
2017-01-23 06:41:40
O CONSELHO Municipal da Matola acaba de anunciar que vai de novo levar a cabo, ...
2017-01-22 08:56:08
RECEBEU a comunicação de que uma extensa área de cultura do ...
2017-01-24 07:40:30