O EX-DIRECTOR da Agência Central de Informações (CIA) James Woolsey anunciou ontem a sua demissão de assessor do Presidente-eleito dos EUA em plena controvérsia sobre a interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas.

“Realmente, não me estavam a convocar para as reuniões nem para o trabalho de transição”, disse Woolsey à cadeia televisiva Fox News, aludindo à sua qualidade de assessor de Donald Trump para assuntos de informações. O porta-voz de Woolsey, Jonathan Sparks, emitira antes um comunicado em que informava que este antigo director da CIA, entre 1993-1995, durante a primeira Presidência de Bill Clinton, renunciava e desejava a melhor das sortes para Trump.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,74 61,93
ZAR 4,59 4,68
EUR 71,31 72,71

21.08.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

UM dos temas que está a dominar as conversas, pelo menos a nível da ...
2017-08-22 23:30:00
TAL como me referi nos últimos parágrafos do texto anterior, as ...
2017-08-22 23:30:00
FILIPE Nyusi traçou um novo diagrama que ficará indelevelmente marcado ...
2017-08-22 23:30:00