O EX-DIRECTOR da Agência Central de Informações (CIA) James Woolsey anunciou ontem a sua demissão de assessor do Presidente-eleito dos EUA em plena controvérsia sobre a interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas.

“Realmente, não me estavam a convocar para as reuniões nem para o trabalho de transição”, disse Woolsey à cadeia televisiva Fox News, aludindo à sua qualidade de assessor de Donald Trump para assuntos de informações. O porta-voz de Woolsey, Jonathan Sparks, emitira antes um comunicado em que informava que este antigo director da CIA, entre 1993-1995, durante a primeira Presidência de Bill Clinton, renunciava e desejava a melhor das sortes para Trump.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,83 60,97
ZAR 4,66 4,75
EUR 66,81 68,07

22.06.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

UM dos temas mais debatidos nos últimos dias, no país, tem a ver com a ...
2017-06-28 07:45:45
UM jornal da praça publicou recentemente uma entrevista concedida pelo ...
2017-06-28 07:43:52
CONTRA as minhas próprias convicções, sou impelido a concordar ...
2017-06-27 06:45:03
ESTÁ um frio do catano. Me penetra até aos ossos, que os imagino ...
2017-06-27 06:43:12
EM 1975, eu ainda era pequeno. Com a idade que tinha, naturalmente não me ...
2017-06-26 07:35:13