O PRESIDENTE do Quénia ordenou sábado aos militares que se deslocassem para os departamentos administrativos de Baringo e Laikipia, para controlar a violência provocada por uma seca que afecta cerca de metade do país. O Presidente Uhuru Kenyatta anunciou que autorizou a deslocação imediata das Forças de Defesa do Quénia para apoiar a acção da Polícia. Pelo menos 21 pessoas foram mortas durante os confrontos entre pastores no condado de Baringo desde o início de Fevereiro, dos quais 13 só na semana passada . E no de Laikipia, um rancheiro britânico foi morto este mês por pastores que invadiram ranchos em busca de pasto e água. Os militares têm sido acusados de abusos de direitos humanos, incluindo torturas e execuções, em várias acções de segurança interna. Porém, a força policial tem sofrido os ataques mais mortíferos da sua história às mãos dos pastores. Pelo menos 42 polícias foram mortos em Novembro de 2012, quando procuravam perseguir os pastores que tinham roubado gado a uma comunidade rival.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 64,13 65,40
ZAR 4,84 4,93
EUR 69,90 71,28

28.04.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

CELEBRA-SE na próxima segunda-feira o 1.º de Maio, Dia Internacional do ...
2017-04-28 23:30:00
HÁ mais de 100 anos, a cidade norte-americana de Chicago saltou das ...
2017-04-28 23:30:00