OS venezuelanos começaram ontem a votar no plebiscito simbólico contra o projecto de Assembleia Constituinte, do Presidente Nicolás Maduro, ao fim de três meses de manifestações violentas, anunciaram os organizadores. As urnas abriram às 07:00 (13:00 em Maputo), indicou a coligação da oposição Mesa da Unidade Democrática (MUD). Antes da abertura, já dezenas de pessoas faziam fila para votar em muitos locais onde estão instaladas as mesas de voto em Caracas, noticiou a AFP. A consulta popular, que por decisão da Comissão Nacional de Telecomunicações, não será transmitida pelas rádios e televisões locais e decorre em 1600 assembleias de voto do país, algumas delas em bairros tradicionalmente do regime, e também em outros países, nomeadamente em Portugal, onde se estima que vivam actualmente cerca de 20 mil cidadãos venezuelanos com direito de voto.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,55 60,70
ZAR 4,37 4,45
EUR 69,97 71,32

15.12.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ uns anos um deputado da Assembleia da República, meu amigo,  ...
2017-12-15 23:30:00
IMPLICÂNCIA sem motivos. É comum não nutrirmos simpatia por ...
2017-12-15 23:30:00
AS FESTAS!... EM boa verdade elas, sobretudo as que se avizinham, são ...
2017-12-14 23:30:00
DEFINITIVAMENTE  não sou dono do meu tempo. Nunca fui, e jamais serei. ...
2017-12-14 23:30:00
TERMINEI o último artigo manifestando pesar pelo facto de as obras de ...
2017-12-14 23:30:00