TRÊS barragens angolanas vão passar a ter a manutenção a cargo da construtora brasileira Odebrecht. Conforme um despacho recente do Presidente angolano, José Eduardo do Santos, citado pela LUSA, o contrato com a construtora brasileira prevê a “operação e manutenção” das centrais hidroelétricas de Cambambe e de Laúca bem como de Capanda. Nesta última, inaugurada em 2005, a Odebrecht deve proceder ainda à sua modernização. A hidroelétrica de Laúca, a maior obra de engenharia angolana e a segunda maior barragem de África, foi inaugurada este mês por Eduardo dos Santos. Construída pela Odebrecht, ela é um exemplo de sucesso de cooperação de empresas dos países lusófonos, pois que foram subcontratadas várias empresas angolanas, de origem portuguesa e de outras nacionalidades.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00