TRÊS barragens angolanas vão passar a ter a manutenção a cargo da construtora brasileira Odebrecht. Conforme um despacho recente do Presidente angolano, José Eduardo do Santos, citado pela LUSA, o contrato com a construtora brasileira prevê a “operação e manutenção” das centrais hidroelétricas de Cambambe e de Laúca bem como de Capanda. Nesta última, inaugurada em 2005, a Odebrecht deve proceder ainda à sua modernização. A hidroelétrica de Laúca, a maior obra de engenharia angolana e a segunda maior barragem de África, foi inaugurada este mês por Eduardo dos Santos. Construída pela Odebrecht, ela é um exemplo de sucesso de cooperação de empresas dos países lusófonos, pois que foram subcontratadas várias empresas angolanas, de origem portuguesa e de outras nacionalidades.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,74 61,93
ZAR 4,59 4,68
EUR 71,31 72,71

21.08.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

AS más práticas são para serem desencorajadas e as boas ...
2017-08-21 07:19:38
“OLHA, está aqui na portaria um senhor que pede para falar com um ...
2017-08-20 23:30:00
COMO comuns mortais, andamos condenados a ver tudo e mais alguma coisa que nos leva ...
2017-08-20 23:30:00