COMÍCIOS multitudinários, muitas referências à história de Timor-Leste e troca de críticas pessoais e partidárias marcaram a primeira semana de campanha das principais forças políticas candidatas às eleições legislativas antecipadas timorenses de 12 de Maio. A semana ficou ainda marcada pela divulgação dos programas partidários e por supostas mudanças de filiação de militantes de um para outro partido ou coligação. Num cenário de crescente polarização política, que marcou os últimos meses em Timor-Leste, a campanha, que começou a 10 de Abril, tem sido dominada pelas duas maiores forças políticas: a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (FRETILIN), que lidera a coligação do Governo, e a Aliança de Mudança para o Progresso (AMP), formada pelos três partidos da oposição.

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

AGORA que se aproxima o período eleitoral - a 10 de Outubro realizam-se as ...
2018-04-20 00:30:00
O ACTUAL cenário que se desenha com a provável mudança de ...
2018-04-20 00:30:00
HÁ sensivelmente um mês, a Inglaterra lançou um autêntico ...
2018-04-20 00:30:00
UNS chamam “praxe académica” e outros ...
2018-04-19 00:30:00
O GOVERNADOR de Inhambane, Daniel Chapo, antes de exercer a actual ...
2018-04-19 00:30:00