Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

Pelo menos 14 cidadãos de nacionalidade etíope foram repatriados, segunda-feira, pelo Serviço de Migração na província central de Manica. Os imigrantes ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Nacional

O PAÍS continua a debater-se com a falta de técnicos nutricionistas, contando neste momento com pouco mais de 500, dos quais 400 exercem a sua actividade nas unidades sanitárias, ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

FERROVIÁRIO da Beira, UD Songo (pela Série A), Maxaquene e Ferroviário de Maputo (pela B) são os semi-finalistas do Campeonato Nacional de Juvenis que decorre na capital ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Economia

A falta de declaração de quantidades capturadas de pescado nas águas nacionais por parte de armadores nacionais e estrangeiros é o principal delito registado pelo sector ...

quarta, 12 dezembro 2018
Read more

Tecnologias

O advento do jornalismo digital já dita a necessidade de os órgãos de comunicação social apostarem na transição do actual modelo clássico para ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

QUINHENTAS setenta mil crianças das províncias da Zambézia e Nampula vão beneficiar, a partir deste ano, de um plano de resposta do governo e parceiros visando a redução da desnutrição crónica, um problema de saúde pública e responsável pelo baixo crescimento e fraco desempenho escolar.

O plano lançado sexta-feira pela Vice-ministra da Agricultura e Segurança Alimentar, Luísa Meque, no município de Guruè, na província da Zambézia, faz parte da Estratégia de Comunicação para a Mudança Social e de Comportamento para a Prevenção da Desnutrição no período 2017-2021 e do Plano Quinquenal do Governo.

Luísa Meque pediu o envolvimento de todos os segmentos da sociedade nesta campanha com vista a reduzir a desnutrição crónica e melhorar o estado nutricional das crianças.

Segundo a vice-ministra da Agricultura e Segurança Alimentar, as províncias da Zambézia e Nampula foram priorizadas pelo facto de apresentarem as mais altas taxas de prevalência da desnutrição, situando-se em quarenta e um e cinquenta por cento, respectivamente.

A governante desafiou os governos provinciais, distritais e as comunidades a reduzirem a taxa de desnutrição crónica para metade, nos próximos cinco anos, aproveitando melhor o potencial agrícola existente, em particular nestas duas províncias.

Recomendou maior envolvimento dos sectores cruciais, como de Agricultura e Segurança Alimentar e Saúde, para ampliar os serviços nutricionais e de água, saneamento e higiene com particular ênfase na janela dos primeiros dois anos de vida da criança.

A dirigente pediu aos parceiros para estenderem o seu apoio a outras províncias do país, com vista a melhorar o estado nutricional das crianças e contribuir de forma signifitiva para o desenvolvimento do país.

O programa de resposta à desnutrição crónica está avaliado em mais de 29 milhões de euros, contribuição da União Europeia e do UNICEF.

A estratégia será implementada nos distritos Monapo, Nacala-a-Velha e Ribaué, na província de Nampula, Pebane, Molumbo, Gurué e Lugela na Zambézia.

Os distritos escolhidos variam em termos de tamanho, demografia, topografia, cobertura de serviços sociais e compromisso para enfrentar a desnutrição.

O representante do UNICEF, Marcoluigi Corsi, disse na ocasião que o programa vai contribuir para melhorar as intervenções de nutrição, água, saneamento e higiene para crianças menores de cinco anos. Afirmou na ocasião que metade das crianças em Moçambique sofre de desnutrição crónica.

Por seu turno o representante da União Europeia disse que a desnutrição crónica afecta mais de dois milhões de crianças na província da Zambézia, situação que pode comprometer o desenvolvimento social e económico se não forem encontradas respostas adequadas.

A União Europeia diz que o Estudo sobre o Custo da Fome mostrou que aproximadamente 62 mil milhões de meticais (US $ 1,7 mil milhões) foram perdidos em 2015 como resultado de desnutrição infantil, facto que impede as crianças de desenvolverem o seu pleno potencial.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction