Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

A IDADE para contrair matrimónio, a título excepcional, com consentimento dos pais ou dos legais intervenientes, poderá passar dos actuais 16 para 18 anos, segundo a proposta do ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Nacional

O PAÍS continua a debater-se com a falta de técnicos nutricionistas, contando neste momento com pouco mais de 500, dos quais 400 exercem a sua actividade nas unidades sanitárias, ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

FERROVIÁRIO da Beira, UD Songo (pela Série A), Maxaquene e Ferroviário de Maputo (pela B) são os semi-finalistas do Campeonato Nacional de Juvenis que decorre na capital ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Economia

O Governo aprovou o decreto que cria a Zona Económica Especial de Ute, no distrito de Chimbonila, província do Niassa, com uma área de 681 hectares, passível de ...

quarta, 12 dezembro 2018
Read more

Tecnologias

O advento do jornalismo digital já dita a necessidade de os órgãos de comunicação social apostarem na transição do actual modelo clássico para ...

quarta, 12 dezembro 2018
Leia +

Perigo à espreita no bairro Mutauanha, no município de Nampula. Uma ponteca, assegurando a passagem de pessoas e bens, de um lado para o outro, naquela zona residencial, pode desabar a qualquer instante, provocando danos incalculáveis.

Construída pela população, com recurso a material artesanal, mais concretamente troncos, estacas e madeiras, a ponteca já não oferece qualquer segurança, dado que desde que foi erigida, já lá vão anos, jamais beneficiou de reparação. Os moradores do bairro chamam atenção ao Conselho Municipal da cidade de Nampula afirmando que compete à edilidade zelar pela “saúde” daquela infra-estrutura.

A nossa reportagem visitou a ponteca sobre o rio Mutauanha, tendo concluído que a mesma não oferece segurança aos moradores. Aliás, atravessar a ponte de um lado para o outro precisa muita coragem. É que o tempo de vida da ponte esgotou-se. Por ali atravessa carga diversa e os materiais que a constituem estão expostos ao sol e chuva e a outras intempéries, o que acelera a sua degradação.

Nelson Manuel, residente no bairro de Mutauanha, lamentou o estado em que a ponteca se apresenta, tendo referido que no mês de Fevereiro perdeu o seu celular, colhido pelo curso da água, após sofrer uma queda, quando uma das estacas partiu-se no momento em que efectuava a travessia.

Fez saber ainda que uma criança foi colhida pela fúria das águas daquele rio, nas últimas chuvas que fustigaram a cidade de Nampula, tudo por conta do mau estado da ponteca.

Para Flora Marcos, o perigo na travessia da ponteca tem-se agravado no período nocturno, pelo facto de não existir um poste de iluminação eléctrica no local, para permitir a visibilidade aos utentes.

Gomes Mulhala residente de Mutauanha, é da opinião que o novo timoneiro da cidade de Nampula, Paulo Vahanle, deve encontrar soluções imediatas e urgentes para construir uma ponte sobre o rio Mutauanha, conforme prometeu durante a sua campanha de caça ao voto para a eleição intercalar a presidente do município.

Na vereação das Obras e Saneamento no Conselho Municipal da Cidade de Nampula, ficamos a saber que desde a última segunda-feira está em curso um trabalho de monitoria visando encontrar uma solução para o problema.

A construção de uma ponte mais sólida e moderna para garantir a segurança de pessoas e bens na travessia não está posta de lado. Aliás, tal aspecto consta do manifesto eleitoral de Paulo Vahanle.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction