Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

O cabeça-de-lista da Frelimo na Matola, Calisto Cossa, votou ao meio da manhã de hoje na Escola Primária de Tchumene, província de Maputo,  onde apelou aos eleitores a acorrerem massivamente às urnas para exercerem o seu direito de voto nas quintas eleições locais.

Acompanhado de sua esposa, Alice Cossa, disse ser importante cada eleitor participar na decisão do futuro da cidade.

Manifestou optimismo relativamente ao resultado final, sublinhando que o único resultado que espera é a vitória da Frelimo.

Não votar faz mal ao país

O antigo Presidente da República, Joaquim Chissano, defendeu hoje, em Maputo, que não votar para as eleições autárquicas que hoje se realizam “faz mal” ao país.

Em declarações prestadas depois de exercer o seu direito de voto na Escola Secundária da Polana, Chissano elucidou que “as pessoas que não votam são forças a menos que não se unem aos esforços dos moçambicanos e os que votam tomam decisões e se engajam”.

Disse também sentir-se unido a todos os que estão a afluir às urnas, apelando a todos que ainda não exerceram tal direito para se dirigirem aos locais de votação.

 

Comments

Os cabeças-de-lista para candidatura à presidência do município da cidade de Montepuez, em Cabo Delgado, pelos Partidos Frelimo, Renamo e Movimento Democrático de Moçambique, Cicílio Chabane, Segundinho de Jesus Makero e Armindo Carlos Cipriano, respectivamente, apelaram aos eleitores daquela autarquia, a afluírem às urnas para exercerem o seu direito cívico.

Segundo eles ao afluírem às mesas de voto estão também a legitimar o melhor manifesto eleitoral, que orientará o processo de desenvolvimento socioeconómico e político da autarquia, nos próximos cinco anos.

Os cabeças de lista da Frelimo e do MDM votaram na escola secundária de Montepuez, nas Assembleias 0204201 e 0204207, respectivamente, enquanto o da Renamo, votou na Escola Primaria Completa de Mirigi, na Assembleia 0218201.

Segundo o director adjunto das operações no Secretariado Técnico de Administração Eleitoral do distrito de Montepuez, Alfredo Tauacale, todas as 43 Assembleias de Voto, abriram pontualmente as 7 horas, sem problemas, tirando o de falta de réguas para facilitar a consulta dos nomes, que foi prontamente sanado.

Para as eleições, ora em curso, o STAE registou na cidade de Montepuez, 58.680 eleitores, que estão a votar em 83 mesas, assistidas por  581 membros, que segundo Tauacale, já tiveram os seus subsídios.

(Assane Issa 10 de Outubro de 2018)

Conselho Autárquico da

Gorongosa em Sofala

Os três cabeças-de-lista da Frelimo, Renamo e MDM, respectivamente, Sabete Morais, Alfredo Magaço e Daniel Micasse votaram pouco depois das 7.00 horas, na mesma assembleia de voto instalada na Escola Primária Completa 1º de Maio.

Após a votação, os cabeças-de-lista apelaram aos eleitores daquela autarquia para maior afluência aos postos de votação.

As 24 mesas de voto abriram às 7.00 horas e, neste momento, regista-se maior afluência, comparativamente ao último pleito de 2013.

A vila da Gorongosa inscreveu cerca 18 mil potenciais eleitores para este sufrágio.

Comments

O desaparecimento de um caderno eleitoral numa das mesas de votação na Escola Primaria Completa da Machava-Sede, no município da Matola, província de Maputo, preocupou os eleitores inscritos numa mesa de votação daquela assembleia.

Trata-se do caderno que corresponde à mesa de votação com número 10060-04, com um total de 800 eleitores inscritos.

Por causa disso, o processo de votação naquela mesa só iniciou por volta das 08:15 minutos, o que deixou impaciente uma longa fila de eleitores que chegaram pelas primeiras horas de manhã para exercer o seu direito cívico.

O presidente da mesa ouvido pela equipa do “Notícias” disse que os trabalhos começaram ligeiramente tarde, porque logo pela manhã deram conta da falta do caderno eleitoral daquela mesa.

De acordo com a fonte, a sua mesa viu-se obrigada a recorrer ao mobile e proceder manualmente a confirmação dos nomes dos eleitores inscritos.

Acrescentou ainda que, também não sabe explicar a ausência do caderno logo pelas primeiras horas do dia e veio a ser recuperado por volta das 08h:20 minutos.

 

Comments

A cabeça-de-lista da Frelimo no município da Beira, em Sofala, Augusta Maíta, disse a jornalistas estar confiante que a sua formação política vai alcançar resultados positivos no escrutínio de hoje.

Maíta, que votou na Escola Secundária da Ponta-Gêa, referiu que vai aguardar serenamente pelas escolhas dos citadinos, apelando aos eleitores para não desperdiçarem a oportunidade de votarem nos dirigentes que pretendem para dirigir aquele município.

Comments

As assembleias de voto instaladas no Estádio Nacional do Zimpeto, distrito Municipal KaMubukwana, cidade de Maputo, estão a registar uma afluência de eleitores digna de registo.

Com efeito, até às 7.00 horas da manhã, altura em que iniciou o processo de votação, os eleitores já estavam posicionados e organizados em filas para exercer o seu direito de voto e o processo decorria de forma tranquila e ordeira. 

As enchentes caracterizam, igualmente, as primeiras horas na assembleia de voto instalada na Escola Primária Completa 10 de Janeiro, no bairro de Magoanine C.

Neste posto de votação, para além da enchente, as mesas abriram às 8.40 horas, devido à falta de algum material que só foi disponibilizado esta manhã pelas equipas do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral, STAE.

Nesta escola, os eleitores que se fizeram ao local estavam agastados com a lentidão no processo de votação, que começou quase duas horas depois da hora oficial de abertura das mesas de votação.

Pedro Warila disse à nossa reportagem que estava no local desde às 6.00 horas e até cerca das 9.00 horas ainda permanecia na fila à espera para votar, tudo devido ao atraso na abertura das mesas. 

Já na EPC Mártires de Mbuzine, a votação começou quinze minutos depois das 7.00 horas, devido ao atraso dos Membros da Mesas de Voto, MMVs, nomeadamente, escrutinadores e secretários.

Para o efeito, Guilherme Chavana, vogal do STAE, disse que para ultrapassar a ausência de alguns MMVs foi necessário recorrer à sua substituição por suplentes, porque nas seis mesas instaladas no local havia um défice de pessoal.

Um eleitor disse ter chegado ao local as 3.20 minutos par ser o primeiro a votar e ir tratar seus assuntos.

No posto de votação localizado junto ao lar dos idosos, em Magoanine, no distrito Municipal KaMubukwana, o ambiente era calmo e registava alguma enchente devido à morosidade.

Nas assembleias de votação da Escola Ingrind Shawner e da secundária Quisse Mavota, no bairro do Zimpeto, os eleitores afluíram em massa. As mesas abriram à  hora estipulada e a situação estava calma, com filas de eleitores à espera da sua vez de votar.

Chavana, do STAE central, que se encontrava nestes locais a verificar o decurso do trabalho, disse à nossa equipa de Reportagem que o trabalho estava a decorrer sem sobressaltos.

Lentidão e filas enormes caracterizaram as primeiras horas de votação em algumas assembleias de voto da Coop, no distrito municipal de Kampfumu, na capital do país.

Contudo, esta tarde, já nota-se alguma flexibilidade no processo e tende a reduzir a afluência de eleitores, bem como a reduçao de filas.

Em algumas assembleias de voto surgiram focos de descontentamento, quando alguns eleitores tentaram se fazer passar por idosos, a fim de ter prioridade na votação.

 

A excepção destes cenários o processo decorre sem distúrbios de realce.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction