O ABASTECIMENTO de água para consumo doméstico é feito com restrições a partir de hoje nas cidades de Maputo, Matola e na vila de Boane, em resultado da drástica redução da disponibilidade deste recurso na fonte, o rio Umbelúzi.

Como estratégia para operacionalizar as restrições, a empresa Águas da Região de Maputo (AdeM) adoptou um calendário de distribuição por dias de semana, de modo a garantir que, apesar da escassez, os seus cerca de 250 mil clientes possam ter alguma água para consumo.

Segundo o plano de distribuição divulgado ontem pela empresa, hoje terão água os bairros Central A e B, Sommershield, Polana Cimento A e B, Mavalane, Maxaquene, FPLM, Hulene A e B, Ferroviário, Laulane, 3 de Fevereiro, Mahlazine e Mahotas. Serão ainda contemplados os bairros de Alto-Maé A, Malanga, Chamanculo A, Minkadjuine, Munhuana, na cidade de Maputo, e Matola D e F, parte do Fomento e Trevo, Machava-Sede e Vale do Infulene, no município da Matola. No plano de hoje estão igualmente contemplados os bairros de Massaca I e II, no distrito de Boane.

Amanhã, a água só será bombeada para os bairros Central C, Coop, Malhangalene A e B, Maxaquene A, B e C, Mafalala, Urbanização, Chiango, Costa do Sol, Mapulene, Triunfo, Polana Caniço B, Pescadores, Minguene, Alto-Maé B, na cidade de Maputo; Matola A, B, C, D, J e H e parte do Trevo, na cidade da Matola, e Belo Horizonte, Campoane, Chinonanquila, Matola-Rio, no distrito de Boane. Foram também incluídos Machava-Sede, Singathela, Bunhiça, Patrice Lumumba, Acordos de Lusaka, T3, Unidade A e 7, Vale do Infulene, Liberdade e parte do Fomento, na Matola; e Picoco I, II e vila de Boane.

Na quinta-feira, a distribuição vai abranger os bairros contemplados no dia de hoje, devendo o programa seguir sucessivamente até que a situação se normalize.

António Guiamba, porta-voz daquela empresa pública, disse ao Notícias que a Estação de Tratamento de Umbelúzi vinha produzindo seis milhões de metros cúbicos de água mas, com a redução da disponibilidade na fonte, hoje só são tratados e lançados para a rede de distribuição 4.5 milhões de metros cúbicos. Face a este cenário de crise a AdeM recomenda uso racional da água.

Versão-Impressa


Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Junho 2017
DOIS momentos marcaram esta semana o contacto entre o Banco de Moçambique e a comunicação social, nomeadamente o ponto de situação da economia nacional e os esclarecimentos à volta do processo que culminou com a venda do Banco Moza à Kuhanha –... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Mandimba faz de tudo para não passar fome
Terça, 27 Junho 2017
Há cada vez menos pessoas a se envolverem no cultivo e comercialização de tabaco, no distrito de Mandimba, província de Niassa, desânimo associado à falta de chuvas que se registou na campanha agrária passada e que provocou prejuízos enormes aos produtores. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,83 60,97
ZAR 4,66 4,75
EUR 66,81 68,07

22.06.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

UM dos temas mais debatidos nos últimos dias, no país, tem a ver com a ...
2017-06-28 07:45:45
UM jornal da praça publicou recentemente uma entrevista concedida pelo ...
2017-06-28 07:43:52
CONTRA as minhas próprias convicções, sou impelido a concordar ...
2017-06-27 06:45:03
ESTÁ um frio do catano. Me penetra até aos ossos, que os imagino ...
2017-06-27 06:43:12
EM 1975, eu ainda era pequeno. Com a idade que tinha, naturalmente não me ...
2017-06-26 07:35:13

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2585 visitantes em linha