A EMPRESA Municipal de Transportes Públicos da Matola (ETM) reduziu o número de carreiras diárias, como forma de racionalizar os recursos financeiros devido à crise que o país atravessa.

A falta de dinheiro para a compra de combustível é a principal causa da redução do número de carreiras que circulam durante o dia.

Para minimizar o problema, a empresa opta por disponibilizar as viaturas durante as horas de pico, para transportar alunos e trabalhadores que se deslocam a diversos pontos da província.

Segundo Eliado Mussengue, administrador da ETM, no quadro das medidas de racionalização dos recursos, a instituição potencia as actividades no referido período. 

Versão-Impressa


Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 28 Abril 2017
O GOVERNO moçambicano decretou, no mês passado, a suspensão da importação de carnes do Brasil e frangos de qualquer outra origem. Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Prémio literário Fernando Leite Couto: Uma...
Quarta, 26 Abril 2017
A FUNDAÇÃO Fernando Leite Couto lançou há dias um prémio literário que leva o nome do seu patrono, cujo valor pecuniário é de 150 mil meticais. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 64,13 65,40
ZAR 4,84 4,93
EUR 69,90 71,28

28.04.2017   Banco de Moçambique

Temperatura

25.02.2017    INAM

Opinião & Análise

CELEBRA-SE na próxima segunda-feira o 1.º de Maio, Dia Internacional do ...
2017-04-28 23:30:00
HÁ mais de 100 anos, a cidade norte-americana de Chicago saltou das ...
2017-04-28 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2514 visitantes em linha