Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

GARRAFAS plásticas, capim e outros resíduos sólidos estão a obstruir as valas de drenagem na cidade de Maputo, o que dificulta a capacidade de encaixe e de escoamento das águas pluviais e residuais.

Tal é o caso das valas de drenagem da avenida de Angola, Acordos de Lusaka, Milagre Mabote e outras localizadas no interior do bairro da Maxaquene.

No ano passado, as autoridades municipais terceirizaram para os privados, os serviços de limpeza das valas e sarjetas, tendo em vista melhorar o desempenho nesta área. Só que de lá para cá o cenário não mudou.

As empresas em referência ganharam o concurso lançado pelo Conselho Municipal para a manutenção de todas as valas de drenagem e sarjetas existentes na capital, num contrato de dois anos.

A cidade de Maputo tem 15 quilómetros de drenagem divididos em dois sistemas, o primeiro a céu aberto para a captação das águas pluviais e o outro para as águas residuais.

O sistema de drenagem da capital passou a ser gerido integralmente pelo Conselho Municipal, no âmbito da implementação do plano de transferência de gestão de infra-estruturas do Estado para o Município nos finais de 2011.

 

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

A multiplicidade étnica e religiosa é, sem dúvida, uma ...

...

A busca por um sistema educacional que incluísse as línguas, ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction