HÁ cada vez menos bebés a nascer mortos (natimortalidade) na cidade de Maputo, com a melhoria da provisão de cuidados pré-natais e aumento de partos institucionais.

Aliado a isto, segundo Iolanda Cintura, governadora da cidade de Maputo, está a admissão de mais profissionais, construção, reabilitação e apetrechamento de infra-estruturas hospitalares.

Falando ontem no I conselho coordenador conjunto entre a Direcção de Saúde da Cidade de Maputo e a Vereação de Saúde do conselho municipal, a governante fez saber que se passou de de 32 mortos por mil habitantes, em 2015, para os actuais 27 nados mortos.

De igual modo, avançou Iolanda Cintura, durante o ano passado as unidades sanitárias tiveram reforço de 276 profissionais, o que contribui para que o rácio médico/habitante seja de 7810 habitantes por médico, em 2015, para 5865, ano passado. 

Explicou que estes ganhos resultam do trabalho realizado quer pela Saúde, quer pela acção social, com destaque para a reabilitação e ampliação do Centro de Saúde de Inhagóia, construção do Centro de Saúde de Chamissava, na KaTembe, assim como de uma maternidade no Centro de Saúde de Mogoanine.

Consta igualmente a reabilitação da enfermaria de maternidade do Hospital Geral José Macamo, a construção do laboratório de baciloscopia do Hospital Geral da Polana-Caniço, bem como a realização de palestras de educação para saúde a nível comunitário.

Fora os ganhos anunciados, Iolanda Cintura recomendou aos profissionais de Saúde a esforçarem-se para a contínua melhoria na provisão dos cuidados de modo a satisfazer a população com serviços cada vez mais humanizados.

Outra frente tem a ver com a higienização e manutenção regular das unidades sanitárias, envolvendo todos os profissionais, comités de Saúde e a comunidade. 

Incentivou um combate implacável à venda de medicamentos do Sistema Nacional de Saúde em mercados informais, através do reforço do trabalho de inspecção.

Entretanto, no decorrer do conselho, a Saúde atribuiu prémios a unidades sanitárias e a profissionais que se destacaram no exercício das suas funções ao longo do ano passado. Entre os hospitais, o “Geral José Macamo” sagrou-se vencedor. Como prémio recebeu um diploma de honra e um computador.

Mais recentes

Breves

Editorial

Editorial
Sexta, 18 Agosto 2017
A NOTÍCIA sobre a suspensão da importação, pela Índia, do feijão-bóer caiu que nem uma bomba para todos quanto investiram na cadeia de valor deste produto, por terem acreditado que se estava perante uma grande oportunidade para ter algum rendimento. Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Nampula em foco: Tijolo a tijolo Murrupula vai...
Quinta, 17 Agosto 2017
O DISTRITO de Murrupula, na província de Nampula, está a implementar um programa de massificação de uso de tijolo queimado na construção de infra-estruturas, com destaque para habitações da população, escolas, unidades sanitárias e estabelecimentos comerciais, facto que se reflecte na mudança da vida do distrito. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,73 61,93
ZAR 4,52 4,61
EUR 71,32 72,73

08.08.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos que tenho tido o privilégio de fazer a cobertura das ...
2017-08-18 23:30:00
NA próxima quarta-feira os angolanos vão a voto, naquilo será o ...
2017-08-18 23:30:00
HÁ dias meti o meu “flash” num computador da faculdade e todos ...
2017-08-18 23:30:00
A IMPRENSA moçambicana tornou público recentemente, a possibilidade de ...
2017-08-17 23:30:00
HOJE queremos, neste espaço, homenagear milhares de crianças ...
2017-08-16 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1955 visitantes em linha