Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A. Mangue

A POLÍCIA da República de Moçambique convocou ontem a Imprensa para apresentar uma mulher de 26 anos de idade, encontrada durante o fim-de-semana com um valor de mais de 12.000 randes falsos, equivalente a mais de 50 mil meticais ao câmbio do dia.

Trata-se de A. Mangue, residente no bairro de Nkobe, município da Matola, que foi encontrada na zona baixa da cidade a tentar fazer câmbio para a moeda nacional no mercado informal, num acto considerado pela polícia como tentativa de burla.

A. Mangue contou à nossa Reportagem que na passada sexta-feira recebeu o valor do seu marido, com quem tem uma filha, e vivem maritalmente desde 2014, quando ele regressava da África do Sul.

Contudo, “desde que fiquei detida, meu marido não atende o telefone, nem sei onde está, eu não sabia que este dinheiro era falso, agora estou na polícia pela primeira vez desde a minha infância”, disse a indiciada.

Paulo Nazaré, porta-voz da polícia no comando da cidade de Maputo, disse que a acusada  faz parte de uma quadrilha que possui uma máquina que falsifica dinheiro, por isso, a corporação está ao encalço de outros integrantes do grupo, para a devida responsabilização, bem como encontrar o local e máquina usada para a produção destas notas falsas.

Nazaré acrescentou que os membros da “gang” tentavam trocar mais de 12.000 randes falsos, com mais de 50 mil meticais, numa acção de burla. Os outros integrantes do grupo, ao ver a presença da polícia fugiram de onde a mulher estava a tentar burlar as vítimas.

Pelo crime de falsificação da moeda, ela incorre a uma prisão que varia entre 8 a 12 anos de prisão nos termos da Lei, disse o porta-voz.

Um outro indivíduo que recolheu às celas da polícia, indiciado de arrombar barracas à calada da noite, na cidade de Maputo, responde pelo nome de M. Simião, de 27 anos de idade, que foi encontrado em flagrante delito, por uma equipa de patrulha depois das 20.00 horas de ontem, quando arrombava um estabelecimento comercial, no bairro Central C.

Simião trazia consigo duas chaves, uma francesa e outra de fendas, e mais dois cadeados danificados no acto do arrombamento, o que a PRM considera provas de prática de assaltos a estabelecimentos.

Por sua vez, o indiciado negou todas as acusações da polícia, alegando que naquela hora ele estava a passar do local onde indivíduos desconhecidos estavam a arrombar um estabelecimento, tendo sido abordado por agentes da patrulha.

Os dois detidos encontram-se encarcerados na 1ª esquadra da polícia.

Em forma de balanço, a corporação considera a semana finda como tendo sido calma e com pouco registo de casos criminais, na cidade de Maputo.

Sábados

TEMA DE ...

É um facto que as autoridades municipais, há anos, enfrentam ...

...

A INFÂNCIA e a arte são universos muito próximos. ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction