O PRESIDENTE do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), Rosário Fernandes, garantiu ontem terem sido tomadas medidas de segurança e de controlo para detectar e penalizar possíveis oportunistas durante o Censo ora em curso.

Falando pouco depois do registo do agregado familiar do Presidente da República, Rosário Fernandes assegurou que os agentes envolvidos no processo estão devidamente identificados e, caso haja uma situação de oportunismo, as pessoas devem reportar de imediato às autoridades do bairro ou policiais, que estão preparadas para lidar com situações do género.

Para permitir melhor organização do processo e contabilização de todos os agregados, incluindo aqueles, cujo chefe de família trabalha, os recenseadores foram orientados no sentido de alertar as pessoas sobre quando as brigadas estarão em determinado lugar. Em caso de indisponibilidade, o agregado está livre de marcar uma data conveniente com o recenseador dentro do período definido para o censo.

A operação vai abranger, além de residentes em habitações tradicionais, os cidadãos que vivem em lares, centros internatos, quartéis e outros lugares de aglomeração, bem como migrantes à data do recenseamento.

“Esperamos um maior envolvimento dos residentes nacionais, assim como estrangeiros. Todos devem contribuir para que possamos saber quantos somos, as características da habitação e outros aspectos associados que induzam a promoção de políticas públicas”, disse.

Para cada recenseado são colocadas 50 perguntas, todas elas de trato fácil. As mesmas estão em três formatos, designadamente múltipla escolha, texto corrido ou por numeração.

Para além do recenseamento do Presidente da República, no seu plano de registo de altas individualidades, o INE procedeu ainda ontem o registo dos antigos presidentes, nomeadamente Joaquim Chissano e Armando Guebuza e a Presidente da Assembleia da República, Verónica Macamo.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00
HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2173 visitantes em linha