O MUNICÍPIO da Matola está a operacionalizar os planos de urbanização dos bairros de Mucatine e Nwamatibjana, no Posto Administrativo da Machava, tendo para o efeito iniciado um processo de interacção com a população abrangida pelos projectos, na perspectiva de acautelar os diversos interesses.

Neste momento, há demarches visando a aprovação dos planos pela Assembleia Municipal e início da implementação, o que passará pelo levantamento e enquadramento dos nativos e dos interessados em se fixar na zona.

Segundo Inês Chilundo, directora do Planeamento Territorial e Urbanização no Conselho Municipal da Matola, os projectos definem, de forma clara, as áreas para a construção de residências, serviços públicos e comerciais.

“Temos indicadas áreas para a construção de residências em altura, que é habitação de maior densidade, e áreas de ocupação de baixa densidade e reservas para os diferentes serviços que se podem projectar em bairros de expansão”, disse Chilundo.

Com a implementação do Plano de Mucatine e Nwamatibjana, o município projecta bairros ordenados e com componentes para o conforto dos munícipes e melhoria da qualidade de vida da população local com a implantação de serviços públicos.

“É certo que há alguns que recusam a demarcação das áreas. Há famílias com mais de três hectares de terra com quem estamos a trabalhar para entenderem o benefício da urbanização”, avançou.

Segundo a fonte, no fim do processo é preciso salvaguardar o interesse dos nativos e abranger cada vez mais munícipes, priorizando projectos de construção de infraestruturas e a implantação do aterro de Mathlemele.

“Depois do enquadramento dos nativos, o passo seguinte é atender os munícipes com problemas de conflitos de terra, abrangidos pelos projectos de estradas e outros serviços básicos e pela implantação do aterro sanitário”, acrescentou.

Para além deste trabalho, o município tem estado a trabalhar na identificação de espaços subaproveitados que revertem a favor do município quando os proprietários não regularizam a situação, mesmo depois de notificados.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Quinta, 11 Janeiro 2018
A CAMPANHA eleitoral, lançada esta semana para a intercalar de 24 de Janeiro próximo na cidade de Nampula, deve ser bem aproveitada, enquanto oportunidade para uma avaliação do que fomos aprendendo na nossa já longa trajectória como país... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Arrancam obras de reabilitação da estrada...
Quarta, 17 Janeiro 2018
As obras de reabilitação e asfaltagem da estrada que liga a cidade de Nampula à vila-sede do distrito de Mogovolas, num troço de cerca de 75 quilómetros, iniciaram, finalmente, esta semana, segundo nos garantiu Pedrito Rocha, director provincial das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos. Leia mais Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

08.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

QUEM chega à vila-sede distrital de Nacala-a-Velha, em Nampula, logo à ...
2018-01-17 21:59:59
NO princípio, as vozes críticas ao Presidente sul-africano ecoavam sob ...
2018-01-16 22:32:09
DUAS questões despontam desta análise: será que os objectivos ...
2018-01-16 22:30:21
O director de Mercados e Feiras no Conselho Municipal da Cidade de Maputo disse esta ...
2018-01-16 22:28:35
DORMI toda a noite e toda a manhã. Era uma da tarde quando saltei da cama. ...
2018-01-15 23:24:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1697 visitantes em linha