Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

A EMPRESA Maputo Sul considera urgente o estabelecimento de negócios formais ao longo de todo o traçado que compõe a Estrada Circular de Maputo, a Ponte Maputo Ka Tembe e a estrada para Ponta Do Ouro.

Silva Magaia, da Maputo Sul, empresa gestora dos três projectos, alertou que nas condições actuais existe o risco de as pessoas que já foram reassentadas voltarem a ocupar, de forma desordenada, os pontos de onde foram transferidas, mesmo depois de terem sido devidamente compensadas.

Referiu que começam a surgir ao longo da estrada circular alguns projectos de bombas de combustíveis, mas que é necessário aproveitar as inúmeras oportunidades existentes para a instalação de infra-estruturas como bancos, lojas e outro tipo de negócios de natureza formal.

Silva Magaia, que falava ontem durante uma apresentação sobre oportunidades de negócio ao longo dos projectos que a sua empresa está a desenvolver, lamentou ainda o facto de alguns agentes económicos do sector informal estarem a ocupar espaços e, consequentemente, reduzir o nível de segurança ao longo da via, sobretudo nas zonas de Albasine e Zimpeto.

Intervindo no âmbito da 53ª Edição da Feira Internacional de Maputo, a fonte referiu-se também ao estágio das obras de construção da Ponte Maputo KaTembe, mostrando-se preocupado com a lentidão na transferência dos vendedores que ocupam o mercado de Nwankakana, bem como em relação à retirada das linhas de alta tensão na zona da Malanga.

Segundo ele, em princípio, a construção da Ponte Maputo-KaTembe deverá ser concluída até Dezembro, frisando, contudo, que o prazo da conclusão de algumas estradas de acesso pode ficar comprometido devido à lentidão na transferência daquelas infra-estruturas.

Silva Magaia disse ainda que as estruturas metálicas da ponte que vão compor o tabuleiro principal da travessia Maputo-KaTembe já estão no navio, estando agora em curso procedimentos burocráticos que permitirão que a embarcação rume dentro de dias para Maputo.

Sobre as obras da chamada “Secção Seis”, o presidente da Maputo Sul fez saber que este troço mostrou-se inviável no traçado inicial, pelo que já existe um novo desenho, cuja execução também carece de fundos para a sua concretização.

Explicou que o traçado inicial atravessava algumas zonas sensíveis como os mangais, salinas, a central termoeléctrica de ciclo combinado a gás de Maputo e condutas de água que abastecem a capital.

“Isso levou a que redesenhássemos o projecto e, neste momento, há necessidade de reassentar 500 famílias que habitam na zona abrangida pelo novo traçado”, afirmou.

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

A multiplicidade étnica e religiosa é, sem dúvida, uma ...

...

A busca por um sistema educacional que incluísse as línguas, ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction