A RESPONSABILIZAÇÃO no caso de atropelamento de crianças à entrada ou saída das escolas é muitas vezes silenciada por um simples pagamento de valores monetários aos familiares das vitimas pelos automobilistas, facto que inquieta as direcções das escolas.

Segundo a directora da Escola Primária Imaculada Conceição, no bairro Hulene, Maria de Lurdes Costa, são frequentes casos em que os pais não se aproximam à direcção para comunicar os acidentes, por acharem que a ocorrência não foi grave, para além de que outros não vêem relevância em reportar às autoridades escolares.

“Noutros casos, trata-se mesmo de corrupção. Os condutores oferecem valor aos pais para que a direcção da escola e outras instâncias não tomem conhecimento dos atropelamentos”, revelou Maria de Lurdes Costa.

A título de exemplo, apontou que no dia 6 de Agosto uma criança foi atropelada quando se dirigia à escola no turno das sete horas.

“Neste caso, tivemos conhecimento porque foi muito cedo e os guardas interpelaram o condutor, que não teve outra alternativa senão responsabilizar-se”, aludiu.

A circulação a alta velocidade é vista por Maria de Lurdes como principal motivo dos atropelamentos que vitimam alunos das duas escolas, situadas junto à Avenida Julius Nyerere, que é bastante movimentada.

A Escola Secundária Força do Povo, apesar de ter alunos mais velhos, apresenta mais casos de acidentes de viação, tanto é que tem mais alunos em relação à Imaculada Conceição.

No quadro da prevenção dos acidentes de viação, foram entregues recentemente à Escola Primária Imaculada Conceição as obras de melhoramento da sinalização do trânsito, que consistiram na colocação de bandas sonoras para a travessia de crianças e residentes da comunidade.

A expectativa é que a sinalização venha a contribuir para a minimização dos atropelamentos de alunos.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1429 visitantes em linha