VENDEDORES dos mercados formais e informais beneficiam de serviços de planeamento familiar nos seus locais de trabalho.

A iniciativa surge da tentativa de fazer chegar estes serviços a locais de maior fluxo de pessoas, uma vez que nos últimos tempos se registam casos gritantes de aborto, gravidezes indesejadas e casamentos prematuros.

A ideia é reduzir a distância e as desculpas de falta de disponibilidade apresentadas pelos cidadãos que não aderem aos serviços.

Neste contexto, brigadas móveis da saúde deslocam-se aos mercados, onde prestam serviços de planeamento familiar que, para além dos vendedores, beneficiam cidadãos que vivem ou trabalham nas proximidades destes locais.

Segundo a responsável das brigadas, Amélia Langa, os serviços incluem a vacinação contra o tétano, testes de HIV/Sida, a disponibilização de contraconceptivos como preservativos, pílulas e implante.

“Neste trabalho não colocamos o DIU (dispositivo intra-uterino) devido às condições em que nos encontrámos. Torna-se difícil pôr uma mulher numa posição que facilite a colocação do aparelho e por isso encaminhamos esses casos à unidade sanitária”, disse Amélia Langa.

Os serviços mais procurados, segundo indicou, são os testes de HIV/Sida e pílula, porque os cidadãos dizem querer saber do seu estado de saúde, assim como prevenir-se da doença.

As brigadas móveis encontram-se divididas pelos distritos. Até ao momento, já beneficiaram deste serviço os mercados Xipamanine, Malanga, Fajardo, Khalene, 16 de Junho, vulgo “Nwankakana”, SMAE e Unidade “13”.

Amélia disse que a resposta é positiva, pois se regista uma crescente adesão aos serviços de planeamento.

Os vendedores mostram-se contentes com a iniciativa porque beneficiam dos serviços sem abandonar os locais onde exercem a sua actividade.

“É bom assim porque não preciso fechar a minha banca e ir ao hospital. É só deixar alguém por uns minutos”, disse Rosa Mondlane.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Fevereiro 2018
A TRAGÉDIA que se abateu sobre a cidade de Maputo, na madrugada desta segunda-feira, matando 16 pessoas e ferindo outras tantas, em consequência do deslizamento do lixo nas proximidades do aterro de Hulene, chama à atenção para a necessidade de reflectirmos sobre o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Pressão social empurra meninas para uniões...
Sexta, 23 Fevereiro 2018
Raparigas da localidade de Massaca, distrito de Boane, queixam-se da pressão social e dizem que está na origem dos casamentos prematuros. Com efeito, é-lhes dito que estando no lar vão dignificar a família e a comunidade, e muitas cedem a este conselho que as empurra para um futuro incerto. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1868 visitantes em linha