Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

A falta de higiene e de pessoal qualificado poderá ditar o encerramento de mais escolinhas e centros infantis por parte da Direcção do Género, Criança e Acção Social da cidade de Maputo.

Nos últimos três anos, pelo menos 10 estabelecimentos de educação pré-escolar foram encerrados na capital, com destaque para o bairro da Maxaquene, por não reunirem condições adequadas.

A directora do Género, Criança e Acção Social da cidade de Maputo, Maria Simão, disse que nas inspecções rotineiras efectuadas pelo sector têm sido detectadas irregularidades, tais como a má localização e falta de segurança, factores nocivos ao desenvolvimento são dos petizes.

Algumas anomalias são denunciadas pelos pais e/ou encarregados de educação, inconformados com as condições oferecidas por estas instituições às quais confiam o cuidado dos filhos.

Maria Simão referiu que nos últimos anos tem se assistido à proliferação de centros infantis sem as mínimas condições para acolher crianças, sobretudo nas zonas periféricas.

“Os proprietários dos referidos centros por vezes nem se preocupam com a higiene e localização, limitando-se a acolher menores com o intuito de obter lucro fácil”, alertou.

Uma vez encerrados os estabelecimentos, as crianças são transferidas para outros com melhores condições.

A fonte revelou que está em curso um trabalho para que a cidade de Maputo não tenha nenhum centro a funcionar fora das normas até 2019.

A capital conta com 142 centros infantis, 110 escolinhas comunitárias e 26 instituições de acolhimento assistidos por 681 educadores de infância.

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction