UMA unidade móvel foi aberta,sábado,no recinto do Hospital Central da Beira (HCB) como forma de descongestionar este estabelecimento que nos últimos dias tem registado uma afluência acima do normal, na sequência da demanda provocada por doenças surgidas após o ciclone Idai. O impacto do ciclone reduziu ainda a capacidade do hospital de atender os doentes ao destruir parte das instalações. LEIA MAIS

Comments

O GOVERNO está a instalar unidades móveis nos hospitais da cidade da Beira, com vista a dar uma maior resposta a casos de doenças diarreicas, incluindo cólera, que continuam a aumentar nesta região do país, em consequência das inundações provocadas pelo ciclone Idai. Leia mais

Comments

Subiu de 468 para 493 o número de pessoas que morreram vítimas do ciclone Idai e inundações que se registaram na região centro do país, com 1523 feridos e foram assistidas 29 098 pessoas em 161 centros de acolhimento criados, segundo dados actualizados hoje pelo Instituto Nacional de Gestão das Calamidades, INGC.

O balanço indica que a intempérie afectou 839 748 pessoas, correspondendo a 168 943 famílias, tendo o Governo aberto 161 centros de acolhimento para albergar 140 784 pessoas que foram salvas pelas equipas de busca e salvamento, com registo de 7422 pessoas em situação de vulnerabilidade também afectadas.

Para o efeito, o documento aponta que foram alocados diversos meios humanos e materiais, com destaque para 945 especialistas humanitários, 22 helicópteros, 42 barcos, 25 aviões, três fragatas, 15 camiões e 30 telefones via satélite.

Durante as intempéries foram destruídas 3265 salas de aula, afectando 143 447 alunos, 53 unidades sanitárias parcial ou totalmente destruídas, 669 903 hectares de culturas inundadas e 15 784 edifícios ficaram submersos, para além de 28 070 residências parcialmente destruídas e 55 446 totalmente danificadas.

No período de 10 a 28 de Março, o relatório aponta que houve ainda registo de chuvas em várias regiões do país, com maior destaque para a faixa costeira das províncias de Cabo Delgado e Nampula, e nas províncias de Sofala, Zambézia, Manica e Inhambane, que foram afectadas pelo ciclone Idai, com uma precipitação que atingiu 200 milímetros em 24 horas e ventos muito fortes com velocidades de 180 a 220 km/h.

Comments

Dois aviões militares brasileiros chegam amanhã à cidade da Beira, transportando ajuda humanitária destinada ao apoio às vítimas do ciclone Idai, que devastou o centro do país e os vizinhos Zimbabwe e Malawi.

As aeronaves, Hércules C-130, transportam 40 especialistas em resgate e salvamento, com experiência específica na atenção a vítimas de inundações, entre os quais o coordenador da operação de resgate que se seguiu ao acidente de Brumadinho.

A equipa brasileira trará veículos e embarcações necessários ao seu trabalho, indica um comunicado emitido pela embaixada do Brasil.

O governo do Brasil também doará cerca de seis toneladas de medicamentos e materiais básicos de assistência à saúde, organizados em “kits” elaborados pelas autoridades sanitárias brasileiras para suprir as necessidades de emergência básica para populações vítimas de desastres naturais.

Estima-se que esses materiais sejam suficientes para atender até 10 mil pessoas em 30 dias.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, telefonou ao seu homólogo moçambicano, Filipe Nyusi, para prestar solidariedade e oferecer apoio após a passagem do ciclone.

Como resultado imediato da conversa, o Brasil disponibilizou 100 mil euros do seu fundo na CPLP, para ajudar a financiar os esforços das autoridades locais na prestação de assistência de emergência às vítimas.

Desde as primeiras horas, após a passagem do ciclone, foram colocadas à disposição do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades de Moçambique imagens colhidas por satélite brasileiro, como forma de auxiliar a localização de comunidades afectadas e o planeamento das operações de resgate.

Como forma de facilitar e canalizar as doações, o governo brasileiro ofereceu às autoridades moçambicanas uma conta bancária no Brasil, a ser gerida pelo Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas, por meio da qual cidadãos brasileiros possam apoiar a população moçambicana afectada pelo ciclone Idai.

Comments

PELO menos 139 casos de cólera foram confirmados pelo Ministério da Saúde (MISAU), entre quarta-feira e ontem, na cidade da Beira, em Sofala, em resultado da degradação do saneamento do meio, provocadas pelas chuvas abundantes que caíram à passagem do ciclone tropical Idai. Leia mais

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction