Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Um guarda, de uma empresa de segurança, morreu electrocutado na madrugada de hoje, quando tentava roubar material eléctrico num Posto de Transformação localizado na Central Térmica de Maputo.

O facto provocou, igualmente, um prejuízo estimado em milhão de meticais, à empresa Electricidade de Moçambique (EDM), devido ao apagão, que afectou os consumidores da zona industrial da Matola, e dos bairros Patrice Lumumba, Luís Cabral, na Matola, Alto-Maé, Malanga e zona baixa da cidade de Maputo.

A vítima, com cerca de 40 anos de idade, era trabalhador de uma empresa contratada para garantir a segurança na Central Térmica de Maputo, que para o efeito, escalou um Posto de Transformação, para roubar cabos de cobre.

O anúncio foi feito por Luís Amado, porta-voz da empresa Electricidade de Moçambique, no final da manhã de ontem, em conferência de imprensa, convocada para dar a conhecer as circunstâncias que originaram os prejuízos causados pelo apagão, que afectou alguns bairros da cidade de Maputo e Matola.

Segundo Luís Amado, porta-voz da empresa Electricidade de Moçambique, por volta de 0.55 hora desta sexta-feira, registou-se um apagão, quando um guarda fez-se ao Posto de Transformação, que na altura transportava 15 KVA, e fez um corte num dos cabos, acto contínuo, subiu para desmontá-lo com recurso a diversas ferramentas que trazia consigo.

Devido à carga eléctrica, o homem morreu carbonizado no local, gerando um apagão nas áreas mencionadas, incluindo um prejuízo avaliado em um milhão de meticais, explicou.

Amado contou ainda que por volta das 2.00 horas foi restabelecido o fornecimento de energia eléctrica, de forma gradual, através de fontes alternativas ligadas à rede de abastecimento de electricidade.

Entretanto, a fonte acrescentou que, na mesma noite, registou-se outra tentativa de roubo de material eléctrico, em Chimoio,

Neste ano, segundo o porta-voz da EDM, a empresa já acumulou um prejuízo de 22 milhões de meticais, devido a vandalização de equipamento e roubo de material eléctrico, que inclui cabos de cobre, alumínio e cantoneiras.

A empresa apela aos cidadãos a evitarem a vandalização do equipamento, porque os recursos que deviam ser usados para novas ligações são gastos na reposição do material roubado.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction