Para minimizar os efeitos da seca, que causa carência de alimentos e mortes de gado em alguns distritos das províncias de Maputo e Gaza, o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) acaba de financia projectos de recuperação à seca e resiliência agrícola.

Trata-se de quinze milhões de dólares norte-americanos destinados a custear as obras de construção de 14 reservatórios escavados e igual número de furos multifuncionais de água, com os respectivos tanques elevados.

Segundo o governador da província do Maputo, Raimundo Diomba, o projecto de recuperação à seca e resiliência agrícola, surge em resposta do BAD face aos efeitos nefastos por falta de água, que constatou, durante a visita que efectuou a Moçambique.

Diomba revelou o facto, durante a sua recente visita realizada ao distrito de Matutuine, tendo informado que, em 2016, só a província de Maputo perdeu cerca de quatro mil cabeças de gado bovino, por falta de pasto, devido à seca, que fustigou a região.

O governante explicou que, foi neste âmbito que o BAD ficou sensível aos acontecimentos e para mitigar a seca decidiu apoiar o projecto de construção de reservatórios escavados e furos multi-usos, para acumulação água.

Referiu ainda que a água acumulada é para servir de recurso, para os animais, irrigação de pequenas hortas e consumo humano, em caso de estiagem.

Raim Ali Baraco, coordenador do projecto disse que a iniciativa visa construir no total 14 reservatórios elevados e 14 furos multifuncionais de água, para os distritos de Matutuine e Magude, na província de Maputo e distritos de Chibuto e Chigubo, em Gaza.

Baraco clarificou que este projecto virado para infra-estruturas de captação de água, vai construir, no distrito de Matutuine, quatro reservatórios elevados e igual número de furos multi-usos e para Magude, cinco reservatórios e três furos.

Para Gaza, disse que, em Chibuto está em construção dois reservatórios e quatros furos e por fim para Chigubo, três reservatórios e igual número de furos multifuncionais.

Informou ainda que o projecto que teve o seu início este mês e tem prazo de cinco anos, mas garantiu que dentro de 24 meses as obras serão entregues.

Disse que as obras em duas províncias arrancaram ao mesmo tempo, onde Gaza decorre a construção de furos multi-usos e Maputo estão a ser executadas as obras de reservatórios elevados.

Segundo Baraco, o projecto conta com seis viaturas e 16 motorizadas para melhor viabilização, fiscalização e assistências dos empreendimentos, das quais metade para cada província.

SAMUEL UAMUSSE

Comments

CRISTÃOS católicos renovaram, este fim-de-semana, os apelos para a unificação do país e manutenção da paz e normalização da vida de todos os moçambicanos, através do combate aos diversos males que enfermam a sociedade. Leia mais

Comments

1024x768 Normal 0 false false false EN-US X-NONE X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Table Normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-qformat:yes; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0in 5.4pt 0in 5.4pt; mso-para-margin:0in; mso-para-margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:10.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-fareast-font-family:Calibri;}

O PLANO de requalificação do Mercado Santos, na Matola “A”, província de Maputo, está finalmente em execução, volvidos sete meses após o lançamento da primeira pedra. Neste momento decorre a demarcação da área, correspondente a 1400 metros quadrados, para as fundações e colocação de pilares, devendo ser concluídas até o mês de Outubro. Leia mais

Comments

Umaequipa missionária cristã dos Estados Unidos de América (EUA) terminou ontem, no Hospital Central de Maputo (HCM), uma semana de cirurgias da coluna, em que foram operados seis pacientes previamente identificados. Leia mais

Comments

Os residentes e empreendedores na área de produção agrícola são chamados a apostar na produção de alimentos para o auto sustento e para o incremento da renda, através de venda de excedentes.

A mensagem foi expressa pelo governador da província de Maputo, Raimundo Diomba, em comícios populares, que orientou, hoje, no seu segundo e último dia da visita de trabalho ao distrito de Matutuine.

Diomba disse ter ficado impressionado com o nível de produção de produtos alimentares em três campos agrícolas, que visitou, nomeadamente, produção de feijão bóer cinco hectares, mandioca, com 1.5 hectare e ananás, com 304 hectares.

Raimundo Diomba escala Bela Vista

O governador da província do Maputo, Raimundo Diomba, escala hoje, o posto administrativo da Bela Vista, no seu segundo e último dia da visita do trabalho, que efectua ao distrito de Matutuine. 

A deslocação do governador aquele distrito está inserida no âmbito da governação aberta, para aferir o nível do cumprimento do Plano Económico Social.

Hoje, Diomba vai orientar reunião e comício popular, visitar empreendimentos, nomeadamente, reservatório escavado no âmbito do projecto de recuperação da seca e resiliência agrícola.

Consta também, na agenda do governador visitas a vários campos de agrícolas nos povoados de Kufa e Manhiane.

 

Diomba vai, ainda hoje, inaugurar a residência do chefe o posto Administrativo de Bela Vista.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction