A QUALIDADE de água bruta captada no rio Umbelúzi tem apresentado um cheiro, algas e, por vezes, com uma cor acentuada, facto associado à falta de chuvas na bacia na presente época chuvosa. Leia mais

Comments

O reassentamento das famílias que viviam nas proximidades da lixeira de Hulene, onde em Fevereiro de 2018, 16 pessoas morreram soterradas, vai levar, pelo menos, mais seis meses, avançou ontem o presidente do Conselho Autárquico de Maputo.

"Pedimos a extensão deste prazo. Estamos a discutir com o Governo se será um mês ou um ano", disse à imprensa David Simango, à margem de uma cerimónia pública em Maputo.

A extensão do prazo deve-se a atrasos na construção das novas casas das 139 famílias, cujas residências estavam localizadas nas imediações da lixeira de Hulene, e que agora vivem em casas arrendadas e que são pagas pelo Governo.

"O concurso para a escolha das entidades que vão construir as casas registou alguma demora, mas os problemas já foram ultrapassados", disse David Simango, citado pela Lusa.

No dia 19 de Fevereiro, uma parte da maior lixeira da capital com altura de um edifício de três andares desabou devido à chuva forte, que destruiu diversas habitações precárias em redor.

O acidente provocou 16 mortos, sete dos quais eram crianças, de acordo com o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) em Maputo

No início de Março, o Governo anunciou que 1.750 famílias serão retiradas das imediações da lixeira de Hulene, que deverá ser encerrada, numa operação estimada em 110 milhões de dólares.

Comments

RESPONDER ao crescimento do distrito municipal da KaTembe, impulsionado pela abertura da ponte sobre a Baía de Maputo, é um dos resultados que se espera da entrega, ontem, de sete autocarros para reforçar o transporte de passageiros. Leia mais

Comments

O DESEJO de muitos de “se dar bem” não pode sobrepor-se ao bem. Todas as profissões são dirigidas por códigos de ética e deontologia que moldam a sua forma de ser e estar. O mesmo acontece com a profissão da Polícia, que é suposto todos agentes conhecerem. Leia mais

Comments

Dois  indivíduos suspeitos, num caso de tráfico de pessoas, foram detidos pela Polícia da República de Moçambique (PRM), sábado, no bairro do Albazine, na cidade de Maputo.

Trata-se de um jovem e uma anciã, que foram surpreendidos pelas autoridades policiais, quando tentavam viajar para a vizinha África do Sul com cinco pessoas, entre elas jovens e crianças, sob promessa de emprego naquele país vizinho.
Os indiciados aceitam ser traficantes e alegam, que sempre ajudam pessoas a encontrar emprego nos campos agricólas, da República da África do Sul.

A Polícia não tem dúvidas de que esta era mais uma acção criminosa que tinha como finalidade traficar este grupo de jovens, por isso, foi aberto um processo-crime contra os indicados.

A informação foi avançada hoje por Leonel Muchina, porta-voz do comando da cidade de Maputo.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction