Imprimir
Categoria: Nampula
Visualizações: 462

Treze funcionários da Saúde foram expulsos durante o ano passado, por cometimento de várias irregularidades, com destaque para o abandono do posto de trabalho, desvio e venda ilegal de medicamentos, mau atendimento e cobranças ilícitas na província de Nampula.

O inspector chefe provincial de Saúde em Nampula, Calisto Sambo, disse que as expulsões resultam de várias inspecções levadas a cabo com vista a apurar o funcionamento do sector.

No total foram feitas 29 inspecções, das quais 18 extraordinárias, isto é, não programadas, e as restantes ordinárias, nas quais constataram-se anomalias e irregularidades que culminaram com a instauração de 74 processos disciplinares, 12 repreensões públicas, 14 multas, 11 despromoções, 14 demissões e 13 expulsões.

Dos 13 funcionários expulsos, 3 fazem parte do grupo de 4 trabalhadores afectos ao centro de Saúde da vila-sede de Malema que no ano passado protagonizaram um acto de mau atendimento a uma paciente naquela unidade sanitária. 

As acções inspectivas, para além das unidades sanitárias públicas, abrangem também farmácias privadas, tendo algumas delas sido multadas por funcionarem com irregularidades.