MOÇAMBIQUE está a ensaiar a introdução de uma vacina contra a cólera, doença que actualmente afecta as províncias de Maputo, Tete e Nampula, com tendência para atingir outras zonas do país.

O fármaco está presentemente a ser ensaiado, desde o ano passado, na província de Nampula, considerada região de alto risco, com o intuito de se testar o seu impacto na prevenção da doença. O processo decorre agora na sua fase final de análise de dados, antes de se decidir pelo seu uso preventivo em todo o território nacional.

“Pensamos que esta experiência poderá trazer resultados positivos, uma vez que a epidemiologia desta doença varia. Em alguns locais, a transmissão pode ser feita de pessoa para pessoa, mas em outros locais pode ser feita através de fontes comuns de contaminação. Então, teremos que ver qual é epidemiologia e como é que poderemos depois adequar a sua aplicação no nosso país. Mas todo o trabalho tem sido feito no sentido de garantir que, de facto, possamos aplicar a vacina logo que esteja disponível para o efeito”, disse Mouzinho Saide, Vice-ministro da Saúde.

Falando ontem, em Maputo, na reunião do grupo multissectorial constituído por representantes de diversos ministérios, parceiros de cooperação, municípios e governo, Mouzinho Saide fez saber que há desafios a considerar na introdução da vacina, no que diz respeito à sua disponibilidade.

Explicou que a sua aquisição é um processo, tendo em conta que ainda não está amplamente disponível no mercado, havendo necessidade de se requisitar junto da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“É um processo de candidatura através da OMS em que os países candidatos mostram qual é a pertinência de ter a vacinação, e se existem condições para o efeito. Penso que Moçambique já demonstrou ao longo do tempo que tem condições para garantir que a vacina seja aplicada com alguma qualidade, e que haja uma monitoria adequada para garantir o seu sucesso”, explicou o vice-ministro da Saúde.

A referida vacina foi massivamente utilizada no Sudão, tendo contribuído para a redução da epidemia, aliada a acções de prevenção tais como a melhoria das condições de saneamento do meio e observância das medidas de higiene colectiva e individual.

A cólera, segundo Mouzinho Saide, é uma doença que se transmite através do consumo de alimentos contaminados. É por esta razão que as autoridades de saúde têm instado as comunidades a consumir água tratada, lavar bem os alimentos e as mãos antes de comer e depois de usar o sanitário ou trocar a fralda ao bebé.

Desde que a epidemia eclodiu no país em quatro províncias nomeadamente Maputo-província, Maputo-Cidade, Nampula e Tete, já matou duas e contaminou mais de mil pessoas.

Versão-Impressa


Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 28 Abril 2017
O GOVERNO moçambicano decretou, no mês passado, a suspensão da importação de carnes do Brasil e frangos de qualquer outra origem. Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Prémio literário Fernando Leite Couto: Uma...
Quarta, 26 Abril 2017
A FUNDAÇÃO Fernando Leite Couto lançou há dias um prémio literário que leva o nome do seu patrono, cujo valor pecuniário é de 150 mil meticais. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 64,48 65,73
ZAR 4,94 5,04
EUR 70,17 71,54

27.04.2017   Banco de Moçambique

Temperatura

25.02.2017    INAM

Opinião & Análise

DENTRO de uma semana, ou seja a 5 de Maio, termina a trégua militar ...
2017-04-27 23:30:00
HÁ dias quis o destino que eu testemunhasse um episódio ...
2017-04-26 23:30:00
NA última segunda-feira o clima estava muito ameno para os citadinos de ...
2017-04-26 23:30:00
DE entre muitas, lembro-me do termo de café que Benjamim Faduco, jornalista ...
2017-04-27 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1583 visitantes em linha