O PAÍS poderá criar, em breve, uma unidade de investigação de acidentes aéreos, com o apoio da Autoridade Nacional de Aviação Civil de Portugal, disse o ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, no fim de um encontro de trabalho mantido com o presidente daquele organismo luso, Luís Miguel Ribeiro, na sua recente visita de trabalho a Portugal.

O governante explicou que, para além da cooperação na área da segurança aérea, estão igualmente em perspectiva acções de formação do pessoal técnico em diversas áreas da Aviação Civil moçambicana com o apoio português.

No encontro que manteve com o presidente da Autoridade Nacional de Aviação Civil de Portugal, Carlos Mesquita agradeceu a excelente cooperação que tem havido entre as autoridades aeronáuticas de Moçambique e de Portugal, que resultou na retirada das companhias aéreas moçambicanas da lista negra da União Europeia.

Com efeito, no trabalho desenvolvido para a retirada de Moçambique da lista negra, o nosso país contou com a contribuição de um especialista português enviado pela União Europeia, que tinha como objectivo principal ajudar a melhorar as condições de segurança aeronáutica moçambicana, aspecto que também mereceu o reconhecimento do titular da pasta dos Transportes e Comunicações, durante o encontro.

Carlos Mesquita visitou Portugal com o objectivo de trocar experiência sobre a organização e funcionamento dos sistemas de transportes e comunicações, bem como identificar as potencialidades para enriquecer a cooperação entre os dois países, no pelouro que dirige.

Durante a visita, foi igualmente celebrado, na cidade de Leixões, um acordo de cooperação no domínio dos transportes marítimos e portos, entre Moçambique e este país europeu, que abre espaço para uma maior aproximação entre os dois países nesta área. Assinaram o acordo a ministra do Mar de Portugal, Ana Paula Vitorino e titular moçambicano dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita.

Na ocasião, os dois governantes asseguraram que as equipas técnicas deverão trabalhar na elaboração, imediata, de um plano de acção com objectivos e metas concretas, para a viabilização e implementação dos entendimentos formalizados no Acordo.

Também no encontro havido com o secretário de Estado das Infra-estruturas, Guilherme D’Oliveira Martins, foram abordados mecanismos do reforço de cooperação na área ferroviária, aeroportuária e da expansão da rede de telecomunicações em Moçambique, havendo perspectivas da contribuição de Portugal no programa em curso para a ampliação e modernização das infra-estruturas ferroviárias, como a linha férrea de Ressano Garcia e o projecto da construção da linha férrea e do Porto de Macuse.

Para atrair o investimento do sector privado luso, Mesquita manteve ainda encontros com o presidente da NAV Portugal, Albano Coutinho; o presidente do Grupo Sousa-Cabotagem Marítima, Luis Miguel Sousa; o presidente do Grupo Visabeira, Fernando Nunes; o presidente do Grupo Rangel – Pharma, Eduardo Rangel, para além de ter efectuado visitas de trabalho ao Porto de Leixões; Escola de Aviação da empresa Sevenair, em Cascais; Escola Náutica Infante Dom Henrique, entre outros locais de interesse para o sector dos Transportes e Comunicações.

No Grupo Rangel, uma empresa que se dedica à logística, criada no ano 2008, especializada na gestão de aprovisionamentos e distribuição física dos produtos farmacêuticos, que actua no mercado moçambicano há 8 anos foi abordada a intenção desta companhia em estabelecer parceria com a empresa Correios de Moçambique, para fornecer serviços de logística para a gestão e transporte de medicamentos.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 08 Dezembro 2017
A PROCURADORIA-GERAL da República accionou, esta semana, mandados de prisão contra o ex-ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Francisco Zucula; o antigo presidente do Conselho de Administração das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM),... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Reinserção social em Sofala: Implementação de...
Quinta, 14 Dezembro 2017
Cerca de 14.800 combatentes registados na província central de Sofala, entre desmobilizados de defesa da soberania e democracia e veteranos da luta de libertação nacional, estão a melhorar as suas condições de vida, com a implementação, nos últimos tempos, de múltiplos projectos de reinserção social. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 59,55 60,70
ZAR 4,37 4,45
EUR 69,97 71,32

12.12.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

  Normal 0 false false false ...
2017-12-13 23:30:00
NÃO fosse este o cantinho de reflexão ou opinião, ...
2017-12-13 23:30:00
A CIRCULAÇÃO de pessoas e bens na estrada que dá acesso ...
2017-12-13 23:30:00
O FACTO de termos ido eu e o meu irmão mais novo ao ensino oficial e ...
2017-12-12 23:30:00
ERA 1 de Março de 2013, dia de festa para muita gente. Ao nível da ...
2017-12-12 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2719 visitantes em linha