Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

Opinião

Economia

O Afreximbank está a fazer um estudo sobre a economia de Moçambique, para depois definir em que áreas e com que montantes vai ajudar, disse à Lusa o director do ...

segunda, 16 julho 2018
Read more
Pub
SN

Desporto

A SELECÇÃO Nacional Sub-17 de Futebol defronta hoje a sua similar da Zâmbia, a partir das 12:30 horas, em Port Louis, nas Ilhas Maurícias, em partida inaugural do grupo ...

quinta, 19 julho 2018
Leia +

Nacional

A PROVÍNCIA de Tete registou durante o primeiro semestre do ano em curso 586 casos de mordedura canina contra 366 ocorridos em igual período do ano transacto, com maior destaque para a ...

quinta, 19 julho 2018
Leia +

MAXIMIZAR a investigação e transferência de tecnologias para o aumento da produtividade de arroz, milho e trigo no Vale de Zambeze é um dos propósitos do acordo ontem assinado, na cidade Maputo, entre o Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP) e a Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze.

A acordo faz parte de uma acção nacional, que estabeleceu seis pólos, nomeadamente, nos distritos de Mandlakazi na província de Gaza, Caia (Sofala), Manica e Barué (Manica), Angónia (Tete) e Angoche, (Nampula).

O memorando de entendimento privilegia ainda o apoio às escolas e institutos técnico-profissionais locais que, de forma directa, deverão fornecer mão-de-obra qualificada para o desenvolvimento das actividades e projectos na região. 

Jorge Nhambiu, Ministro da Ciência, Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, acredita que o estabelecimento da cooperação vai trazer benefícios para o desenvolvimento técnico e socioeconómico da região.

Signatário do acordo, Nhambiu espera que os estudantes e as comunidades tirem o melhor proveito do acordo, ajudando assim no crescimento do Vale do Zambeze e do país.

Roberto Mito, director-geral da Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze, referiu que o memorando de entendimento vai catapultar o sector de agro-negócio e o ensino na região, além de ajudar a fomentar e instruir as comunidades do Vale, em particular, e as circunvizinhas às instituições implementadoras, sobre técnicas de produção.

Com uma área de cerca de 225 mil quilómetros quadrados (27,7 por cento da superfície do país), o vale do Zambeze engloba 34 distritos, cobrindo as províncias de Tete, Manica, Sofala e Zambézia.

De acordo com o último censo, vivem no interior do vale 4,9 milhões de habitantes, que representam 25 por cento da população moçambicana e 56 por cento dos residentes das quatro províncias do centro de Moçambique.

Sábados

TEMA DE ...

A alegoria da caverna de Platão é esclarecedora quanto ...

CLICKADAS

...

José Craveirinha, o nosso poeta maior, escreveu: “O ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction