MAXIMIZAR a investigação e transferência de tecnologias para o aumento da produtividade de arroz, milho e trigo no Vale de Zambeze é um dos propósitos do acordo ontem assinado, na cidade Maputo, entre o Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP) e a Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze.

A acordo faz parte de uma acção nacional, que estabeleceu seis pólos, nomeadamente, nos distritos de Mandlakazi na província de Gaza, Caia (Sofala), Manica e Barué (Manica), Angónia (Tete) e Angoche, (Nampula).

O memorando de entendimento privilegia ainda o apoio às escolas e institutos técnico-profissionais locais que, de forma directa, deverão fornecer mão-de-obra qualificada para o desenvolvimento das actividades e projectos na região. 

Jorge Nhambiu, Ministro da Ciência, Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional, acredita que o estabelecimento da cooperação vai trazer benefícios para o desenvolvimento técnico e socioeconómico da região.

Signatário do acordo, Nhambiu espera que os estudantes e as comunidades tirem o melhor proveito do acordo, ajudando assim no crescimento do Vale do Zambeze e do país.

Roberto Mito, director-geral da Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze, referiu que o memorando de entendimento vai catapultar o sector de agro-negócio e o ensino na região, além de ajudar a fomentar e instruir as comunidades do Vale, em particular, e as circunvizinhas às instituições implementadoras, sobre técnicas de produção.

Com uma área de cerca de 225 mil quilómetros quadrados (27,7 por cento da superfície do país), o vale do Zambeze engloba 34 distritos, cobrindo as províncias de Tete, Manica, Sofala e Zambézia.

De acordo com o último censo, vivem no interior do vale 4,9 milhões de habitantes, que representam 25 por cento da população moçambicana e 56 por cento dos residentes das quatro províncias do centro de Moçambique.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00
HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2153 visitantes em linha