Quatrocentos mil dólares norte-americanos estão a ser investidos em Nacala-Porto, Quelimane e Pemba, num projecto de adaptação das cidades costeiras (CCAP), que, entre outras actividades, contempla a construção de doze 12 casas-modelo, resilientes aos eventos extremo.

Chuva, ventos fortes, inundações e outros eventos têm estado a fustigar a zona costeira de Cabo Delgado, na sequência dos efeitos das mudanças climáticas.

A directora da CCAP, Maria Olanda Bata, disse ter ficado satisfeito em relação ao ritmo das obras pois, segundo disse, até Setembro, o empreiteiro vai entregar das primeiras duas casas, de um total de doze, que devem ser concluídas até Junho do próximo ano.

Além de habitações o projecto contempla também a formação técnica de oito artesões que, depois de término das obras, deverão formar outros que vão replicar a experiência, ao nível da cidade de Pemba, da província e também do país.

Segundo a directora de CCAP, a particularidade das casas modelo de construção, que usa também material localmente disponível, reside nos procedimentos técnicos.

As estacas (forquilhas ou pau-a-pique) devem ser cravadas a uma profundidade de 70 centímetros e não devem ser emparelhadas. A distância de separação entre elas deve ser rigorosamente de 10 centímetros, e os bambus amarrados aos paus-a-pique para efeitos de construção das paredes devem ser secos, para evitar possíveis ataques de fungos, e a uma distância de 15 centímetros.

Para construção das paredes, deve se usar pedra e cimento, e em caso de se recorrer a argila, tem que ser salpicado com cimento. A inclinação do tecto deve ser de 45 graus, para permitir que as folhas de palmeiras ou capim despejem toda a agua que cai sobre elas.

Quando a cobertura é de chapas, estas devem ser de 40 milímetros de espessura, assentadas em barrotes de pinho e com recurso a um tipo de prego específico.

As inundações verificadas em 2014 e 2015 provocaram danos económicos e sociais incalculáveis, tendo sido necessário reassentar centenas de famílias.

No âmbito do Programa de Adaptação das Cidades Costeiras, Nacala-Porto, Quelimane e Pemba estão a beneficiar de assistência financeira da Agência Americana para Desenvolvimento Internacional (USAID), na ordem de 400 mil dólares equivalente, na altura da celebração de contrato, 2013, a 15 milhões de Meticais.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00
HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2161 visitantes em linha