Uma quadrilha, composta por cinco indivíduos, foi detida, recentemente, na cidade da Beira, província de Sofala, por devastar uma vasta área de mangal e pescar grandes quantidades de camarão em período de defeso.

Segundo as autoridades, entre os envolvidos no crime ambiental, existe um agente da Polícia que autorizou a execução dos delitos. As fontes detalham que o grupo cortava estacas nos mangais na zona de Nhangau, na cidade da Beira.

Na posse dos indivíduos, cujas identidades não foram reveladas, foram apreendidos 20 canoas, mais de 50 redes nocivas à pesca, duas carrinhas de tracção animal e uma viatura. De acordo com as autoridades, o material era usado para a prática dos crimes ambientais.

César Mapossa, inspector de pescas, detalhou ainda que as redes e os produtos provenientes dos mangais, como estacas para construção civil e produção de lenha, serão incinerados. As canoas serão devolvidas aos proprietários mediante o pagamento de multas, que variam de 15 a 20 mil meticais por cada canoa.

Segundo o inspector de pescas, os detidos tinham ainda perto de 100 quilos de camarão, que agora está na posse das autoridades. Referiu que se prevê que o produto seja doado a instituições de caridade, se estiver em bom estado para o consumo, caso contrário será incinerado.

O mangal é um ecossistema costeiro de transição entre os ambientes terrestre e marinho. É uma zona húmida característica de regiões tropicais e subtropicais. Os mangais ocorrem ao longo de toda a costa de Moçambique, com excepção das zonas de dunas costeiras, mas são mais abundantes na região Norte, cobrindo uma área estimada em cerca de 400 mil hectares.

A destruição do mangal ao longo da costa moçambicana coloca em risco não só a sua existência, assim como a de espécies marinhas e aves que dele dependem para sobreviver.

O país possui uma das florestas de mangais mais extensas de África, mas nos últimos tempos tem-se verificado uma grande diminuição da sua área de distribuição, perda de habitat e capacidade de propagação.

Os motivos apontados para esta tendência são, de acordo com estudos recentemente publicados, a procura de espaço para dar lugar à construção de habitações, produção de carvão e lenha, entre outros fins.

Ambientalistas alertam ser urgente a protecção dos mangais, pois desempenham um importante papel no combate ao aquecimento global, uma vez que retém até 50 por cento do carbono emitido, contribuindo, deste modo, para a redução do efeito de estufa.   

Os ecossistemas cumprem uma série de funções, como a protecção da linha costeira da erosão, de tempestades e até de tsunamis. São importantes berçários para muitos animais marinhos. Servem também de repositório e de fonte de nutrientes.

Estes produzem mais de 95 por cento do alimento que o Homem captura no mar e no rio, sendo por isso a manutenção da floresta do mangal vital para a subsistência das comunidades pesqueiras que vivem em seu torno. 

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 16 Fevereiro 2018
A autoridade gestora de recursos hídricos anunciou, esta semana, maus dias pela frente, no que diz respeito ao abastecimento de água às cidades de Maputo, Matola e Vila de Boane. Na origem da situação está o facto de a barragem dos Pequenos Libombos, o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Textáfrica: Gigante pode voltar a labutar
Terça, 13 Fevereiro 2018
PARALISADA há mais de duas décadas, a Textáfrica, gigante da indústria têxtil nacional localizado no bairro da Soalpo, na cidade de Chimoio, província de Manica, poderá voltar a produzir algodão, roupa e criar postos de trabalho. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LEMBREI-ME ontem das palavras que o Primeiro-ministro, Carlos Agostinho do ...
2018-02-19 00:30:00
DE há alguns meses a esta parte, vem-se falando sobre a possibilidade de a ...
2018-02-19 00:30:00
O PAÍS, de modo particular as zonas norte e centro, está a ser ...
2018-02-17 00:30:00
GLÓRIAMaria, hoje tive a certeza de que a terceira idade é um ...
2018-02-17 00:30:00
DESDE que a 7 de Fevereiro, o mais alto magistrado da nação anunciou, ...
2018-02-16 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 3588 visitantes em linha