Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Opinião

Politica

Domingos Albuquerque é, desde ontem, presidente interino do Município de Quelimane, capital da província da Zambézia, na sequência de perda de mandato de Manuel de ...

terça, 22 janeiro 2019
Leia +

Nacional

A Polícia da República de Moçambique (PRM) na província de Nampula apresentou, ontem, dois irmãos, um homem e uma mulher, indiciados do crime de homicídio do ...

terça, 22 janeiro 2019
Leia +

Autárquicas 2018

A VOTAÇÃO nas oito mesas cujos resultados foram anulados pelo Conselho Constitucional na autarquia de Marromeu, em Sofala, deverá ser repetida até ao dia 25 de Novembro ...

quinta, 15 novembro 2018
Leia +
Pub
SN

Desporto

A PISCINA Olímpica do Zimpeto é, a partir de hoje à tarde (15:00 horas), palco dos Campeonatos Nacionais de Natação do Verão da edição ...

terça, 22 janeiro 2019
Leia +

Economia

Uma analista económica do pelouro de África nas Nações Unidas, de seu nome Helena Afonso, diz que Moçambique ainda não ultrapassou as consequências do ...

terça, 22 janeiro 2019
Read more

Tecnologias

O Instituto de Investigação Agrária de Moçambique (IIAM) prevê produzir na presente campanha agrária 189 toneladas de sementes de maior rendimento, para ...

terça, 22 janeiro 2019
Leia +

MAIS de metade das petições que entram na Assembleia da República (AR) têm a ver com conflitos relacionados com os Direitos de Trabalho, Emprego e Segurança Social e de Uso e Aproveitamento da Terra (DUAT), bem como os que envolvem órgãos de administração da justiça.

A informação foi avançada pelo vice-presidente da Comissão de Petições, Queixas e Reclamações da AR, Francisco Campira, que falava há dias no Bilene, distrito da província de Gaza, na abertura do seminário de capacitação dos deputados da Comissão em matérias jurídicas, no âmbito de petições, queixas e reclamações.
Campira destacou a necessidade de os deputados estarem dotados de capacidade para responder, atempadamente, às solicitações apresentadas pelos cidadãos.
Explicou que a capacitação que decorre no Bilene realiza-se com o objectivo de munir os deputados de ferramentas necessárias para responderem a esses pedidos.
“Esperamos que os participantes estejam fortalecidos, dotados e capacitados em matérias jurídicas do âmbito das petições, queixas e reclamações para melhor exercício das suas actividades”, disse, citado pela AIM.
A capacitação, de três dias, é suportada financeiramente por um projecto  da União Europeia (UE), no âmbito do contrato de subvenção assinado entre a AR e aquela organização europeia.
O assistente técnico do projecto, a nível da AR, Armando Tovela, instou os deputados a observarem estritamente os termos do contrato, buscando desenvolver actividades que respondam aos anseios dos cidadãos.
Explicou que só assim é que a UE poderá dar continuidade no apoio às actividades da Comissão.
“Pela parte da UE existe disposição, não só de viabilizar mais formações e outros tipos de apoio ao longo de 2018, mas também para que este tipo de apoio continue no próximo ano, pois, para a UE, a AR é um lugar especial para apoiar Moçambique” sublinhou.

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction