ÁFRICA teve uma brilhante campanha nos “Mundiais” de Atletismo que decorreram de 4 a 13 deste mês em Londres, capital da Inglaterra, ocupando dois dos três lugares do pódio.

A proeza foi para o Quénia e para a África do Sul, este último país considerado a maior surpresa do evento. Os Estados Unidos voltaram a ficar em primeiro lugar, com 30 medalhas, 10 de ouro, 11 de prata e nove de bronze.

O Quénia ficou em segundo com 11 medalhas, cinco de ouro, duas de prata e quatro de bronze. Os quenianos voltaram a brilhar nas provas de meio-fundo e nos 800 metros.

A África do Sul completou o pódio, com seis medalhas, três de ouro, uma de prata e duas de bronze. Wayde Van Niekerke e Caster Semnenya foram os maiores responsáveis do brilharete do país vizinho.

A Etiópia, outra potência africana do atletismo, caiu na sétima posição, com cinco medalhas. Duas foram de ouro e três de prata. Pela negativa, a surpresa foi Jamaica que ficou no modesto 16º lugar, com apenas quatro medalhas, uma de ouro e três de bronze. A quebra de Usain Bolt, que entretanto encerrou a careira, e o fraco desempenho dos compatriotas Yohane Blake, Nesta Carter ou Elaine Thompson pesou muito para uma presença discreta dos jamaicanos em Londres.

A Costa do Marfim aparece na 28ª posição, com duas medalhas, ambas de prata. Uganda ficou na 32ª posição, com uma medalha, prata, o mesmo que Marrocos. Tanzania fecha o quadro de africanos medalhados, com bronze, no 38º lugar.

Nestes “Mundiais”, Moçambique foi representando por Creve Machava, nos 400 metros barreira, tendo sido afastado logo na primeira eliminatória.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Fevereiro 2018
A TRAGÉDIA que se abateu sobre a cidade de Maputo, na madrugada desta segunda-feira, matando 16 pessoas e ferindo outras tantas, em consequência do deslizamento do lixo nas proximidades do aterro de Hulene, chama à atenção para a necessidade de reflectirmos sobre o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Pressão social empurra meninas para uniões...
Sexta, 23 Fevereiro 2018
Raparigas da localidade de Massaca, distrito de Boane, queixam-se da pressão social e dizem que está na origem dos casamentos prematuros. Com efeito, é-lhes dito que estando no lar vão dignificar a família e a comunidade, e muitas cedem a este conselho que as empurra para um futuro incerto. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1939 visitantes em linha