Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

O TENISTA Jaime Sigaúque não passou dos quartos-de-final no apuramento regional para o Campeonato Africano de Sub-14 e 16, torneio que decorre desde segunda-feira, em Gaborone, no Botswana.

Foi o fim de uma trajectória retumbante nas primeiras três eliminatórias, nomeadamente 32avos-de-final, 16avos-de-final e oitavos-de-final. Sucumbiu diante de Christopher Fok Kow, das Maurícias, com os parciais de 6/3 e 6/4.

Como se pode notar, o campeão nacional de juniores tentou até onde pôde perante aquele que é curiosamente o número 3 do “drow” dos sub-16. Assim, Jaime Sigaúque, que é a nova revelação do ténis júnior, inicia hoje a disputa das classificativas para o quinto lugar com outros tenistas que não foram para além dos quartos-de-final.

Os eliminados dos “quartos-de-final” concorrem para algumas vagas ainda existentes para o “Africano” de Sub-16, a decorrer ainda este ano na Tunísia. Para o efeito, Sigaúque deve, no mínimo, vencer o jogo de hoje frente ao zimbabweano Tinache Tanubesekera para estar entre os primeiros seis classificados.

Recordar que para chegar aos “quartos”, Sigaúque passou por Sekelani Makuluni (6/2 e 6/2), do Malawi; Mpaleng Sempe (6/0 e 6/0, do Lesotho, o número 5 do torneio, e Saleshando Loago (6/0 e 6/0), do Botswana.

Enquanto isso, Badru Rosa, também nos sub-16 masculinos, e Helen Khumalo, nos sub-14 femininos, não passaram dos oitavos-de-final, ao perderem no primeiro dia de competições frente ao sul-africano Connor Kruger (0/6 e 1/6) e a malgaxe Maholy Razakananaina (2/6 e 2/6), respectivamente. Badru Rosa e Helen Khumalo disputam o nono lugar.

Outros tenistas já afastados da corrida africana de juniores disputavam também as classificativas em ambos sexos. Em masculinos, Armando Sigaúque e Ricardo Jacinto jogam pelo 17.º lugar, respectivamente nos sub-16 e sub-14 masculinos. Para o efeito, venceram ontem um tswana e um namibiano pelos parciais de 6/3 e 6/2, e 7/5 e 6/2, respectivamente. Ana Vasilis disputava também ontem a 17.ª posição com uma atleta da Suazilândia.

Entretanto, iniciou ontem a disputa de provas de pares. Os irmãos Jaime e Armando Sigaúque estrearam-se com sucesso diante do par de Lesotho. O mesmo sucedeu com a dupla Ana Vasilis e Helen Khumalo, que superou o par do Botswana.

Neste torneio, em que participam 10 países da região austral, África do Sul, Namíbia e Maurícias são os mais fortes, seguidos do Zimbabwe, Moçambique, Malawi, Madagáscar, Botswana, Lesoto e Suazilândia.   

SALVADOR NHANTUMBO, em Gaborone 

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction