O Barcelona estava com as expectativas em alta, principalmente por facilmente dominar as provas domésticas em Espanha, onde deverá consagrar-se campeão este fim-de-semana. Será o renovar de um título quase que natural, já que tem estado a dominar o futebol doméstico.

A conquista que faria sentido ao todo-poderoso Barça seria a Europa, em que ambicionava grandemente a Liga dos Campeões. Ora, a “Champions”, para Messi e companhia, virou miragem, ontem no Estádio Olímpico de Roma, onde perdeu por uns escandalosos 3-0 depois de ganhar a semana passada, em Camp Nou, à AS Roma, por demolidores 4-1.

Desengande-se quem pensar que foi a arrogância a tirar as meias-finais da Liga dos Campeões ao Barcelona. Foi a astúcia dos Romanos, que transformaram o seu estádio numa arena como aquelas em que nos tempos de Júlio César outros imperadores só resistiam os mais fortes dos gladiadores. E foi assim mesmo, naquela arena o gladiador forte foi a Roma, que arrogantemente puxou dos galões e mostrou ao Barça que também sabe golear. E sem autogolos, como os dois dos seus jogadores na casa do adversário há uma semana.

A goleada começou de madrugada, aos seis minutos, quando Dzeko marca a passe de De Rossi. Entre o esticar do peito para o empate ou para um golo que desse tranquilidade à equipa que levava uma vantagem enorme na eliminatória e a vontade romana em desmentir poderios eternos venceu esta. Uma grande penalidade convertida pelo capitão De Rossi, aos 58 minutos, e um sentenciador cabeceamento de Manolas, aos 82 minutos, concluíram o combate, que confinou o Barcelona à condição de rei apenas em Espanha. Rei? Ainda não. Tem de ganhar na próxima jornada para se sagrar campeão, tendo ainda a possibilidade de conquistar também a Taça do Rei, em que tem fortes hipóteses de ser coroado.

Entretanto, a noite europeia de ontem foi também épica para o Liverpool. Levava uma vantagem de 3-0 à casa do Manchester City, o quase-campeão de Inglaterra e tremeu bastante, muito pelo golo madrugador de Gabriel Jesus, que prenunciava um massacre à busca de uma reviravolta prometida pelo seu treinador. Guardiola motivou as suas tropas com a possibilidade de conquista da glória na Europa a partir deste jogo. Tinham que vencer os comandados de Klopp no mínimo por 4-0!...

Essa possibilidade esteve sempre eminente ao longo do jogo, principalmente na totalidade da primeira parte, em que o City foi impressionantemente avassalador. O Liverpool não conseguia respirar, confinando-se quase todo ele na grande área, com os cityzens a falharem oportunidades atrás de oportunidades. Chegou mesmo a sofrer um golo no segundo terço da primeira parte, mal anulado pela equipa de arbitragem, por pretenso fora-de-jogo.

Na segunda metade os da casa continuaram a mandar, até que, nas poucas oportunidades que tiveram os de Liverpool, o inevitável Mohamed Sallah, aos 56 minutos, complicou mais ainda o sonho europeu do City, que ruiu completamente aos 77 quando Firmino, que estava em falta nesta eliminatória com o City, sentenciou o jogo. Sallah e Mané, com quem faz o terrível tridente atacante dos de Anfield, já tinham marcado na primeira “mão”.

Hoje há mais dois jogos que dão lugar às meias-finais da Liga dos Campeões europeus. O Real Madrid, depois de ganhar por 3-0 na casa da Juventus, recebe os italianos, e o Bayern de Munique o Sevilha, depois de em Espanha vencer por 2-1.

Com curadoria dos artistas moçambicano Filipe Branquinho (fotógrafo) e o português Alexandre Pomar (artista plástico), a exposição reúne um conjunto alargado de fotografias, entre provas de autor e novas impressões, apresentadas em dois espaços da cidade: o “Camões” e a galeria da Associação Kulungwana, onde a segunda parte deste projecto inaugurará no dia 26 de Abril.

A exposição é acompanhada do livro “Moçambique - José Cabral”, uma edição bilingue (português e inglês) da XYZ Books e da Associação Kulungwana, coordenada por Alexandre Pomar. O livro reúne mais de 100 fotografias de José Cabral e inclui textos do coordenador e de Drew Thompson (Estados Unidos da América).

Sobre José Cabral, o artista plástico português Alexandre Pomar refere que o fotógrafo é o outro mestre da fotografia moçambicana, localizável entre a dinâmica colectiva interrompida e a nova geração.

“Um mestre original, irreverente, individualista, indisciplinado. Por vezes revoltado e irascível, o que as suas fotografias não deixam adivinhar, na serenidade dos seus itinerários e na ternura com que olha as pessoas, todas elas, nos seus inúmeros retratos. Fotógrafo culto, informado pela literatura e o convívio literário, viajado. Cabral tem um perfil de excepção e de ruptura original e crítico”, diz.

A exposição “Moçambique - José Cabral” conta com o apoio da Brand Lovers, Embaixada da Noruega, Embaixada da Tailândia, Fundação Calouste Gulbenkian, LOGOS, Nuno Lima e PWC e resulta de uma parceria entre o Camões - Centro Cultural Português, em Maputo, e a Associação Kulungwana.

 

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Abril 2018
O recente anúncio, pela direcção da Liga Moçambicana de Futebol (LMF), da falta de fundos para levar o Campeonato Nacional de Futebol – Moçambola - até ao fim, apanhou muitos moçambicanos de surpresa, em particular a família do futebol.... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Jornal Notícias é repositório da história de...
Quarta, 18 Abril 2018
O JORNAL Notícias, publicação diária fundada a 15 de Abril em 1926, tem a missão de informar, mas, sobretudo, de dar ênfase à formação, componente que ainda tem sido abordada superficialmente. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

AGORA que se aproxima o período eleitoral - a 10 de Outubro realizam-se as ...
2018-04-20 00:30:00
O ACTUAL cenário que se desenha com a provável mudança de ...
2018-04-20 00:30:00
HÁ sensivelmente um mês, a Inglaterra lançou um autêntico ...
2018-04-20 00:30:00
UNS chamam “praxe académica” e outros ...
2018-04-19 00:30:00
O GOVERNADOR de Inhambane, Daniel Chapo, antes de exercer a actual ...
2018-04-19 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2751 visitantes em linha