Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O SENEGAL venceu ontem a Polónia por 2-1 e conservou a invencibilidade em jogos de fases finais de Mundiais (no tempo regulamentar), após 16 anos afastado do maior palco do futebol mundial.

Numa partida intensa, o único remate enquadrado à baliza surgiu ao minuto 38. E, curiosamente, resultou no primeiro golo da tarde. Jogada de ataque rápido – típica em equipas africanas – com Niang a ganhar o duelo a Piszczek e a deixar a bola em Mané. O avançado do Liverpool aguentou e esperou a chegada de Gueye que viu Cionek mudar a direção do remate e deixar Szczesny pregado ao relvado. A bola entrou caprichosamente na baliza polaca.

No melhor período da Polónia no jogo, houve uma sucessão de erros que praticamente entregou a vitória ao Senegal. Tudo começa em Krychowiak. O médio do PSG tentou um atraso do meio-campo ofensivo para Bednarek, porém, o passe saiu com demasiada força. Niang, que tinha acabado de ser assistido fora do campo, recebeu ordem de entrada edesatou a correr antecipando-se ao defesa do Southampton e ao próprio Szczesny, que calculou mal a saída. Limitou-se a conduzir a bola até entrar na área e empurrou-o para a baliza deserta.

O único mérito que se pode apontar à Polónia, no meio de uma exibição frustrante e aquém do esperado, foi o facto de não ter virado à cara à luta. Continuou a tentar. Milik falhou a emenda em zona privilegiada (71’), mas perto do minuto 90 viu o seu esforço premiado. Krychowiak redimiu-se do erro no lance do 2-0 e aproveitou o centro perfeito de Grosicki e cabeceou para o 2-1.

O Senegal mostrou o seu lado cínico, guardou a bola, esperou o passar do tempo e segurou o triunfo. Os Leões de Teranga deixaram também o grupo virado do avesso, colando-se ao Japão no topo e deixando a Polónia e a Colômbia em risco de ficarem de fora, já que se vão defrontar na próxima ronda. Os polacos vão ter, obrigatoriamente, de mostrar muito mais para baterem os cafeteros

MbayeNiangautor do segundo golo do Senegal frente à Polónia, foi eleito pelos adeptos homem do jogo. O avançado do Torino aproveitou uma desatenção de toda a defesa polaca para, de forma oportuna, marcar o golo que daria a vitória aos senegaleses, merecendo, por isso, a escolha dos adeptos.

Sábados

TEMA DE ...

A alegoria da caverna de Platão é esclarecedora quanto ...

CLICKADAS

...

José Craveirinha, o nosso poeta maior, escreveu: “O ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction