Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

A DUAS jornadas do término do Campeonato Nacional de Futebol da Divisão de Honra, a Associação Desportiva de Macuácua já festeja o apuramento ao Moçambola-2019, na Zona Sul, depois de conquistar mais um ponto na sua deslocação a Maputo ao encontro da ESFA de Boane e que terminou sem golos. O jogo era referente à 20ª jornada.

O Macúacua soma agora 49 pontos, contra 42 do rival do Desportivo, que foi travado também com empate pelo Clube de Gaza (1-1-), em Xai-Xai, ficou sem nenhuma hipótese de regressar ao Moçambola. Inconformados com a situação, os “alvi-negros” jogam agora na secretaria, por via de um caso despoletado há dias de alegada falsificação de identidade e consequente má utilização de um dos jogadores do Macuácua, por sinal de origem estrangeira.

O acusado de falsificação de identidade chama-se Samuel Siaw e é, segundo as hostes “alvi-negras”, de nacionalidade ganense. Este jogador teria, segundo carta-denúncia submetida à Federação Moçambicana de Futebol (FMF) pelo Desportivo de Maputo, se apresentado no clube “alvi-negro” em 2016 com o nome de Samuel Siaw, tendo curiosamente sido alertado pela instituição máxima que gere a modalidade rainha do facto de não ter apresentado a devida carta internacional, razão pela qual foi rejeitado pelos “alvi-negros”.

Surpreendentemente, segundo consta na carta-denúncia, o mesmo jogador filiou-se dois anos depois ao Macuácua já com o bilhete de identidade nacional ostentando o nome de Samuel Sião Mendes.

A direcção da FMF promete pronunciar-se nos próximos tempos sobre o caso.

Entretanto, o Estrela Vermelha (36) consolidou o terceiro posto, ao vencer em casa a UP da Maxixe, por 1-0. Com o mesmo resultado, a Académica (31) perdeu em casa com o Ferroviário de Gaza (33), este que está já no encalço dos “alaranjados”, enquanto os “estudantes” desceram da quarta para a quinta posição, ou seja, trocaram de posição com os “locomotivas”.

A fechar a ronda, o Clube da Manhiça bateu as Águias Especiais, por 1-0, mas ambos continuam na luta pela sobrevivência na prova. O jogo entre o Ntumbuluku da Moamba e Ferroviário de Inhambane ficou sem efeito, uma vez confirmada a despromoção da primeira formação por ter atingido o limite de faltas de comparência.   

MATCHEDJE CONTINUA

NO ENCALÇO DO TÊXTIL

O Matchedje de Mocuba continua no encalço do Têxtil na liderança da prova da Zona Centro. Os “fabris” receberam e bateram o Ferroviário de Quelimane, por 1-0, e comandam já com 36 pontos, mais um que os “militares”, que golearam o Desportivo de Manica (4-0).  

Enquanto isso, o Pipeline da Maforga beneficiou da falta de comparência do “lanterna-vermelha” Desportivo de Tete e mantém-se no terceiro lugar com 30 pontos.   

Já o Chingale bateu o Benfica do Dondo, por 2-0, e está em quinto lugar com os mesmos pontos que o Ferroviário de Quelimane (26 pontos). O Sporting da Beira venceu o Estrela Vermelha pelo mesmo resultado e tem quase garantida a manutenção na prova, enquanto os “alaranjados” continuam na batalha para o efeito.

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction