O VICE-MINISTRO da Indústria e Comércio, Ragendra de Sousa, afirmou que o Governo está empenhado em eliminar as barreiras à entrada de novos operadores no mercado e geração de condições para atracção de novos investimentos, incremento de emprego e diversificação da economia.

Falando recentemente em Maputo, durante um encontro sobre negócios entre Moçambique e Finlândia, Ragendra de Sousa considerou ainda ser fundamental que as matrizes acordadas com o sector privado para a melhoria do ambiente de negócios sejam cumpridas.

O governante realçou que o sector privado é o motor de qualquer economia e o seu sucesso não depende apenas da sua criatividade, inovação nem gestão, mas, sim, da formulação de políticas e leis criadas pelo Estado e outras condições que facilitam o desenvolvimento da actividade empresarial.

“O Governo está empenhado em prosseguir a simplificação de procedimentos e melhoria da competitividade para tornar o ambiente de negócios mais atractivo para investimentos que permitam a Moçambique assumir uma posição de referência no 'ranking' regional e mundial”, disse.

Intervindo na mesma ocasião, o vice-presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA),Prakash Prehlad,  apelou aos empresários nacionais para encarrarem o futuro “com prudência e sentido de responsabilidade, tomdando em consideração os desafios que a economia nacional enfrenta e que resultam, em parte, da dependência que os mercados mundiais e a economia real continuam a revelar face aos estímulos monetários.

A fonte considerou ser necessário que Moçambique adopte medidas visando à diversificação da economia nacional, com maior aposta na agricultura, pois, ainda que o país tenhaum manancial de potencialidades económicas, com destaque para a recente descoberta e exploração de recursos naturais, os minerais (carvão e minério de ferro), hidrocarbonetos (gás natural), a agricultura ainda constitui a base de subsistência de mais de 70% da população.

“A CTA almeja o desenvolvimento das empresas que operam em Moçambique e a diversificação da nossa economia e, para o efeito, propõe-se a trabalhar na materialização dos objectivos económicos e empresariais que possam ser desenhados nas parcerias entre os dois países e que possam concorrer para elevar a massa crítica e a competitividade das nossas empresas”, salientou Prakash Prehlad.

Já a embaixadora da Finlândia, Laura Torvinen, disse na mesma ocasião que Moçambique precisa de promover a industrialização orientada para o aumento do nível de exportações e da competitividade.

Mais recentes

Breves

Editorial

Editorial
Sexta, 18 Agosto 2017
A NOTÍCIA sobre a suspensão da importação, pela Índia, do feijão-bóer caiu que nem uma bomba para todos quanto investiram na cadeia de valor deste produto, por terem acreditado que se estava perante uma grande oportunidade para ter algum rendimento. Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Ameaças na península coreana: Uma guerra...
Segunda, 21 Agosto 2017
HÁ dias o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ameaçou atacar a ilha de Guam, território americano, no Oceano Pacífico. Na véspera, o Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Donald Trump, avisou Pyongyang que iria responder com “fúria e fogo”. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,74 61,93
ZAR 4,59 4,68
EUR 71,31 72,71

21.08.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

UM dos temas que está a dominar as conversas, pelo menos a nível da ...
2017-08-22 23:30:00
TAL como me referi nos últimos parágrafos do texto anterior, as ...
2017-08-22 23:30:00
FILIPE Nyusi traçou um novo diagrama que ficará indelevelmente marcado ...
2017-08-22 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2536 visitantes em linha