A AUTORIDADE Tributária de Moçambique (AT), acaba de autuar alguns agentes económicos em Muxúngue, distrito de Chibabava, província de Sofala.

Trata-se de MD Mukhtar Ahmad e Kappil Uddin, proprietáros de estabelecimentos comerciais de mesmo nome, que dizem estar inscritos no regime de Imposto Simplificado para Pequenos Contribuintes.

Dentre as várias irregularidades constatadas pela AT no local, realça-se o facto dos referidos agentes económicos estarem a exercer a actividade de ramo comercial sem respectivo alvará para além de não efectuarem o registo regular das suas vendas.

Face a este cenário, a Directora do 2º Bairro Fiscal da Beira, Delogínia Armando levantou um Auto de Transgressão contra os referidos agentes económicos e que por este facto, MD Mukhtar Ahmad, tentou sem sucesso subornar a equipa de trabalho no valor de dois mil meticais.

Este acto foi registado durante a visita de trabalho efectuada no dia 10 de Março de corrente ano, pelo Delegado Provincial da Autoridade Tributária de Moçambique, Raimundo Mapanzene, a aquele Posto Administrativo com objectivo de, conjuntamente com as entidades administrativas, identificar um local para implatanção das futuras instalações do Posto Fiscal e de Cobrança da Autoridade Tributária naquele ponto da província, actividade que foi complementada com a visita aos estabelecimentos comerciais.

Importa referir que durante o percurso de viagem a equipe de trabalho, juntamente com a Brigada de Reacção Táctica de Manica, interceptou um camião com a chapa de inscrição AFC 098 MC, pertencente a empresa Construa, Lda, transportando 720 sacos de cimento de construção com destino a Vilanculos, sem apresentação da respectiva factura de compra mas sim Guia de Remessa, pelo que foi elaborado no local um auto de transgressão contra a referida firma, por violação do artigo 27 do Código do IVA.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Fevereiro 2018
A TRAGÉDIA que se abateu sobre a cidade de Maputo, na madrugada desta segunda-feira, matando 16 pessoas e ferindo outras tantas, em consequência do deslizamento do lixo nas proximidades do aterro de Hulene, chama à atenção para a necessidade de reflectirmos sobre o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Pressão social empurra meninas para uniões...
Sexta, 23 Fevereiro 2018
Raparigas da localidade de Massaca, distrito de Boane, queixam-se da pressão social e dizem que está na origem dos casamentos prematuros. Com efeito, é-lhes dito que estando no lar vão dignificar a família e a comunidade, e muitas cedem a este conselho que as empurra para um futuro incerto. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1960 visitantes em linha