O Japão vai prestar apoio no desenvolvimento de um sistema de transporte urbano na cidade de Maputo, a coberto de acordos rubricados ontem em Tóquio, no âmbito da visita oficial que o Presidente da República, Filipe Nyusi, efectua àquele país asiático.

Os acordos, rubricados no final das conversações entre o Chefe do Estado moçambicano e o Primeiro-ministro nipónico, Shinzo Abe, preconizam, igualmente, a construção de três pontes na Estrada Nacional número 380, que liga as cidades de Pemba e Palma, na província de Cabo Delgado.

A coberto deste acordo, serão construídas pontes sobre o rio Messalo, nomeadamente na região de Messalo 1 e 2 bem como em Maduede, na estrada que liga Pemba e Palma.

Relativamente ao transporte urbano, ficou acordado que o Japão vai prestar apoio ao Conselho Municipal de Maputo, ao Governo da cidade e ao Ministério dos Transportes e Comunicações na busca de soluções para o problema da mobilidade urbana. Não foram avançados detalhes sobre este apoio mas o “Notícias” soube que Moçambique e o Japão estão a estudar a possibilidade de se introduzir o transporte por metro, na capital do país.

Aliás, terá sido neste contexto que o Presidente da República visitou, na quarta-feira, a estação principal de Yurikamome, uma das empresas que operam o sistema de transporte metropolitano de Tóquio.

Ontem a agenda do Presidente da República em Tóquio foi marcada, primeiro por um encontro com o Imperador do Japão, Akihito, depois uma audiência com os representantes da SUMITOMO, uma empresa envolvida em projectos de produção de energia em Moçambique e um encontro com os embaixadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Já no final da tarde, o Presidente da República foi recebido pelo Primeiro-Ministro japonês, Shinzo Abe, com quem passou em revista diversos assuntos ligados à cooperação entre os dois países, que este ano completam 40 anos desde que estabeleceram relações diplomáticas.

Filipe Nyusi, primeiro, agradeceu o convite formulado pelas autoridades nipónicas para visitar o Japão tendo, na ocasião, afirmado que a mesma tinha em vista o fortalecimento das relações entre os dois países mas, acima de tudo, relançar a cooperação económica entre os dois Estados.

“Explicamos ao Primeiro-Ministro Shinzo Abe que a promoção da agricultura através do Prosavana, que tem vindo a encontrar algumas dificuldades, é um projecto que tem que ser acarinhado porque vai alavancar o crescimento dos pequenos agricultores ao longo Corredor de Nacala”, explicou Nyusi.

Acrescentou que as duas partes concordaram em continuar a acarinhar os grandes projectos existentes em Moçambique, sobretudo no Corredor de Nacala e ainda a participação das empresas japonesas na exploração do carvão em Tete e nos projectos de gás natural do Rovuma.

Por seu turno, o Primeiro-Ministro do Japão reafirmou a importância da cooperação com Moçambique, considerando que a parceria entre ambos é estratégica para a edificação de um mundo livre, aberto e justo.

“O Japão vai continuar a crescer com Moçambique tendo como foco o desenvolvimento do Corredor de Nacala como ponto de entrada das nossas empresas no país e na região da África Austral”, sublinhou o chefe do Governo japonês, reafirmando os compromissos assumidos durante a última reunião do TICAD realizada no ano passado no Quénia.

Titos Munguambe, em Tóquio

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00
TURMA, não posso ignorar esta chamada, serei rápido. Enquanto estou ...
2017-10-20 23:30:00
MOCÍMBOA da Praia, na província de Cabo Delgado, está desde ...
2017-10-19 23:30:00
Passam cerca de duas semanas que contei a história onde o personagem ...
2017-10-19 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1651 visitantes em linha