MOÇAMBIQUE registou, em Junho de 2017, uma inflação mensal de -1,20%. A inflação acumulada situou-se em 3,82% e a homóloga em 18,10%.

Os dados recolhidos nas cidades de Maputo, Beira e Nampula pelo Instuto Nacional de Estatística (INE) indicam que o país registou, face ao mês anterior, uma queda do nível geral de preços na ordem de 1,20%.

A divisão de alimentação e bebidas não alcoólicas foi a que maior impacto teve na queda do nível geral de preços, tendo contribuído com 0,83 pontos percentuais negativos (ppp).

Analisando a inflação mensal por produto, há a destacar, segundo o INE, a queda dos preços de veículos automóveis ligeiros (12,6%), tomate (17,8%), carvão vegetal (10,5%), amendoim (17,0%), óleo alimentar (5,9%), gasolina (1,5%) e couve (16,0%). Estes produtos contribuíram no total da inflação mensal com cerca de 1,27 pp negativos.

Entretanto, o aumento dos preços de alguns produtos, com destaque para refeições em restaurantes (2,5%), peixe fresco refrigerado ou congelado (4,7%), telemóveis (7,2%), capulanas (2,5%) e sapatos para homens (7,9%) concorreu para uma contribuição de 0,42 pp positivos.

O INE refere ainda que no semestre findo o país registou um aumento do nível geral de preços na ordem de 3,82%. A divisão de restaurantes, hotéis, cafés e similares foi a principal responsável por esta tendência, ao contribuir com aproximadamente 0,79 pp positivos.

Desagregando a inflação acumulada por produto, merece destaque o aumento dos preços do pão de trigo, carvão vegetal, refeições em restaurantes, gasolina, carapau, cerveja e peixe fresco refrigerado ou congelado. Estes comparticiparam com 2,68 pp positivos no total da inflação acumulada.

 

Inflação homóloga

 Relativamente a igual período de 2016, o país registou um aumento de preços na ordem de 18,10%.

Analisando os dados por cidade, verifica-se que as cidades de Maputo, Beira e Nampula registaram uma tendência de queda do nível geral de preços. As cidades de Maputo e da Beira tiveram quedas acima da média nacional em 1,51% e 1,54%, respectivamente. Por seu turno, a cidade de Nampula teve uma queda abaixo da média nacional na ordem de 0,36%.

De Janeiro a Junho, a cidade de Maputo registou a inflação mais alta com 4,93%, seguida da cidade de Nampula com 3,16% e por último a cidade da Beira com 1,68%. 

Em termos homólogos, as cidades de Nampula, Maputo e Beira registaram agravamentos nos respectivos níveis gerais de preços na ordem de 18,68%, 17,97% e 17,71%, respectivamente.

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 14 Julho 2017
Arranca oficialmente hoje na cidade de Xai-Xai e na vila da Macia, província de Gaza, a XIII edição do Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares, um dos maiores eventos bienais que o país organiza. Estes festivais são uma das manifestações da... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
NACALA-À-VELHA: A rota dos grandes investimentos
Quarta, 19 Julho 2017
DUAS novas centrais para conversão de gás natural em energia eléctrica, com potência estimada em 400 megawatts cada vão ser construídas no distrito de Nacala-à-Velha, facto que coloca novamente esta região, da província de Nampula, na órbita de grandes investimentos, depois da construção e... Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quizenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,16 61,29
ZAR 4,58 4,67
EUR 68,75 70,04

17.07.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

BALBÚRDIA é o substantivo que caracteriza, melhor, os primeiros dias ...
2017-07-20 06:06:53
TALVEZ seja pequeno demais para falar ainda sobre um dos embondeiros dos ...
2017-07-20 06:05:50
EM minha opinião, os comerciantes que vendem aos humanos produtos alimentares ...
2017-07-19 07:15:52
EM plena cidade de Paris, França, onde esteve de visita no passado dia 13 de ...
2017-07-19 07:14:12
“SE continuarmos unidos, nenhum vento nos vai abanar mas se estivermos ...
2017-07-19 07:12:41

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2497 visitantes em linha