MOÇAMBIQUE quer que a agricultura seja a âncora da cooperação com o Vietname, para que num futuro próximo o país saia da dependência alimentar.

O desiderato foi expresso esta semana, em Hanói, pelo Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, na conferência de imprensa de balanço da visita oficial de quatro dias ao Vietname, que vinha efectuando desde segunda-feira.

“Conseguimos resultados positivos. O Vietname vai expandir a sua acção em Moçambique, colocando a agricultura como âncora da cooperação para que possamos colher experiências e, num futuro próximo, sairmos da dependência alimentar”, disse.

Segundo o Primeiro-Ministro, o Vietname tem uma vasta experiência no ramo da agricultura que catapultou o país de importador de alimentos, na década de 90, para um dos maiores exportadores do mundo, por ter atingido níveis de produtividade elevados.

O Vietname passou décadas de guerras, até 1975, mesmo ano em que Moçambique conquistou a sua independência. Só no primeiro semestre de 2017, Vietname exportou 20,7 biliões de dólares americanos em produtos agrícolas, sector que emprega 40 por cento da mão-de-obra do país.

“Falámos com o governo do Vietname e a liderança da Viettel (accionista maioritário da Movitel). Ambos estão prontos a trazer mais agricultores para o arroz, hortícolas, castanha de caju, e algodão”, disse, acrescentando que o Vietname também se comprometeu a mobilizar investimentos para a área do transporte marítimo, recursos minerais, entre outras.

Carlos do Rosário assegurou que a comercialização agrícola também foi um dos grandes tópicos das discussões havidas com a contraparte vietnamita.

“Quando convidamos empresas robustas do sector agrário é na perspectiva de serem instituições capazes de fazer intervenção em toda a cadeia, caso da pesquisa, produção, processamento e própria comercialização”.

“Trabalhamos especificamente com uma empresa de sementes (Thai Binh Seed Corporation). Mas o objectivo é que as outras empresas que virão a Moçambique devem ter a perspectiva de atingir toda a cadeia, incluindo a comercialização que, neste momento, constitui um grande nó estrangulador”, explicou o governante, que na quinta-feira visitou a sede da Viettel e interagiu com os representantes da multinacional vietnamita que opera na área de telefonia móvel em Moçambique.

Questionado sobre as datas, o primeiro-ministro afirmou que “nós queríamos que fosse já mas há procedimentos. Mas, o mais importante é a abertura e a vontade que eles manifestaram”.

“O grande desafio que temos é a implementação e seguimento das acções acordadas”, acrescentou.

O Vietname concordou ainda em aumentar o número de bolsas de estudo para jovens moçambicanos em engenharias, caso da agricultura, medicina, entre outras. “Manifestamos a vontade de ver triplicado o número de bolseiros e eles aceitaram a proposta”.

Almiro Mazive,AIM, em Hanói

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 20 Outubro 2017
O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, manifestou há dias, e de forma particularmente severa, a sua preocupação em relação aos elevados índices de corrupção que se registam no país, tanto no sector público quanto no... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Caia vira corredor de desenvolvimento
Quinta, 19 Outubro 2017
O ADMINISTRADOR do distrito de Caia, João Saize, considerou, há dias, em entrevista ao nosso Jornal, que nos últimos oito anos a região se transformou num verdadeiro corredor de desenvolvimento, com a entrada em funcionamento da Ponte Armando Guebuza, em Agosto de 2009. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 60,70 61,84
ZAR 4,43 4,51
EUR 71,53 72,88

11.10.2017   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

LOCALIZADA no extremo norte da província de Cabo Delgado, fazendo fronteira ...
2017-10-22 23:30:00
FRETILIN é nome de um dos movimentos que lutaram pela independência de ...
2017-10-22 23:30:00
NA semana passada vimos mais um acto mediatizado de demolições de ...
2017-10-22 23:30:00
HÁ alguns anos, o Governo do ex- presidente moçambicano, Joaquim ...
2017-10-20 23:30:00
MAIS um linchamento ocorreu ao princípio desta semana na cidade da Beira, ...
2017-10-20 23:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 2169 visitantes em linha