Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O sector privado está a reforçar a sua posição de maior empregador da província de Tete.

O incremento da empregabilidade do sector privado deve-se à implementação de grandes projectos, sobretudo nas áreas da indústria extractiva e do tabaco.

Com efeito, no primeiro semestre deste ano foram criados na província cerca de dez mil postos de trabalho, com a Mozambique Leaf Tobacco (MLT) a ser o maior contribuinte, com 1624 empregos permanentes, superando não só o sector da Administração Pública como também as mineradoras Vale e Jindhal e diversas empresas de construção civil.

Estas informações foram divulgadas recentemente, durante uma visita que a Ministra do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Vitória Diogo, efectuou à província de Tete.

Na ocasião, as autoridades ligadas ao sector da Segurança Social na província disseram à ministra que, no período em análise, 3910 trabalhadores e 277 empresas passaram a fazer parte do Sistema de Segurança Social.

Durante a visita, a governante exortou os empregadores e trabalhadores por conta própria a honrarem os seus compromissos, canalizando as contribuições para a Segurança Social.

“Desta forma, evita-se que os trabalhadores não beneficiem das respectivas pensões ou outras prestações em caso de necessidade, para além de se reduzirem as dívidas para com o Sistema de Segurança Social”, disse a ministra.

A governante explicou também que, no quadro da protecção social, o Governo está a rever o regulamento da Segurança Social obrigatória.

“Pretendemos, com esta medida, entre outros aspectos, estimular uma maior permanência das pessoas no trabalho activo e desencorajar a reforma antecipada”, frisou.

Vitória Diogo referiu ainda que o Centro de Mediação e Arbitragem Laboral (CEMAL) realizou 384 visitas, tendo detectado irregularidades ou infracções que resultaram em advertências.

Em Tete, a ministra do Trabalho, Emprego e Segurança Social procedeu também à entrega de uma unidade móvel designada “Escolas que andam” no distrito de Marara, uma iniciativa que beneficiará 24 formandos nos cursos de Serralharia e Electricidade.

Aquando da entrega, Vitória Diogo disse que a formação do capital humano está no epicentro do desenvolvimento de Moçambique, razão pela qual consta dos cinco pilares do Programa Quinquenal do Governo, pois, segundo ela, “é no Homem que reside a força motriz para a transformação da sociedade e de um país”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Sábados

TEMA DE ...

É um facto que as autoridades municipais, há anos, enfrentam ...

...

A INFÂNCIA e a arte são universos muito próximos. ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction