Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

CERCA de cem jovens, entre finalistas e graduados de instituições de ensino superior  do Niassa, beneficiaram há dias de formação em matéria de desenvolvimento de iniciativas empresariais em agro-negócios, promovida pela Sociedade de Investimento, GAPI.

Trata-se de estudantes das Faculdades de Agricultura, na Extensão da Universidade Católica de Cuamba; e de Ciências Agrárias da Universidade Lúrio, em Unango, distrito de Sanga.

Rui Amaral, coordenador do Programa Agro-Jovem, na GAPI, disse à nossa reportagem que o principal objectivo da formação é criar uma nova geração de empreendedores, estimulando-os a criar agro-negócios.

Segundo a nossa fonte, depois da formação os jovens deverão submeter os seus projectos para, depois de aprovados, serem financiados pela GAPI, num valor inicial de 700 mil meticais, com a taxa de juros de sete por cento, sustentando que este valor, quando bem gerido, é suficiente para o início de um bom negócio.

Segundo soubemos de Rui Amaral, podem beneficiar da iniciativa jovens moçambicanos, de ambos os sexos, com idades entre 18 e 35 anos e que sejam finalistas ou graduados em áreas académicas e técnicas relevantes para o desenvolvimento de iniciativas empresariais no agro-negócio.

São, igualmente, elegíveis projectos de micro-empresas em fase de implementação que sejam lideradas por jovens investidores de cadeias de valor de agro-negócios.

Enquanto isso, o governador do Niassa, Arlindo Chilundo, que presidiu à cerimónia de abertura do roadshow de promoção do empreendedorismo, referiu que a iniciativa é louvável por ser um instrumento orientador da juventude na promoção da cultura de trabalho para o processo de desenvolvimento da província.

Lembrou que o governo aprovou recentemente o “Plano Estratégico Provincial, PEP/ 2018/29”, que elege a agricultura e o agro-negócio como prioridades de desenvolvimento, muito concretamente no que diz respeito ao processo de produção, processamento, conservação e comercialização de culturas alimentares e de rendimento localmente produzidas.

Arlindo Chilundo encorajou os finalistas e graduados a abraçarem a iniciativa, tendo em conta a criação de postos de trabalho para mais jovens nos projectos a serem desenvolvidos, futuramente.

O chefe do Executivo de Niassa disse não haver razões para que os projectos fracassem, uma vez que, para além de a província do Niassa possuir condições climatéricas favoráveis à agricultura, os jovens candidatos aos financiamentos estão técnica e academicamente preparados para enfrentar com sucesso grandes desafios.

Sábados

CLICKADAS

TEMA DE ...

A multiplicidade étnica e religiosa é, sem dúvida, uma ...

...

A busca por um sistema educacional que incluísse as línguas, ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction