Director: Júlio Manjate   ||  Directora Adjunta: Delfina Mugabe

O DISTRITO de Changara, a sul da província de Tete, está nos últimos anos a registar um crescimento do raio de cobertura da assistência médica e medicamentosa às comunidades rurais, abrangendo cada vez mais localidades e povoações distantes da sede distrital.

A administradora local, Elsa da Barca, disse há dias ao nosso Jornal em Luenha, sede distrital, que o Executivo está a envidar esforços para a colocação de infra-estruturas sociais básicas mais próximo das comunidades para garantir a prestação de serviços indispensáveis à vida da população, sobretudo no campo.

De acordo com a nossa interlocutora, a grande atenção está presentemente virada para as áreas da Saúde, Educação, abastecimento de água e melhoramento da rede viária. Na mesma perspectiva, há um esforço de se assegurar uma maior e melhor circulação entre os distritos, facilitando a movimentação de pessoas e bens.

“Há dias arrancou a obra da construção o Centro de Saúde Rural de Tipo-II em Wiriamu, uma infra-estrutura que surge em resposta à solicitação da população, o que vai garantir a assistência médica e medicamentosa” - disse Elsa da Barca.

Apesar destas acções, a governante apontou subsistirem ainda desafios traçados para a edificação de mais infra-estruturas sociais, sobretudo nas áreas atrás enumeradas.

“Com o alargamento da rede de abastecimento de água e das unidades sanitárias vamos diminuir a ocorrência de doenças de origem hídrica provocadas pelo consumo de água imprópria” - precisou a fonte.

Recorde-se que no que respeita à rede sanitária a Direcção Distrital da Saúde, Mulher e Acção Social de Changara conta neste momento com uma rede sanitária constituída por 10 unidades espalhadas um pouco pelo distrito.

Falando das características das referidas unidades sanitárias, o director distrital de Saúde, Mulher e Acção Social em Changara, Guilherme Banda, afirmou que se trata de edifícios convencionais e acoplados de maternidades, casa de mãe espera e ainda uma fonte de abastecimento de água potável para os utentes, entre outros serviços.

“O nosso distrito está a registar uma evolução positiva no que à rede sanitária diz respeito, pois agora contamos com 10 unidades e um novo hospital com maternidade vai estar pronto e em funcionamento em Setembro na localidade de Wiriamu” - apontou Banda.

A nossa fonte associou depois o crescimento da rede sanitária como sendo um chamariz que está a atrair mais mulheres do distrito para as consultas de Saúde Materno-Infantil, o que possibilita um maior índice de partos institucionais, melhorando cada vez mais o registo de nascimentos nas maternidades e ainda contribuindo para a redução de mortes durante e pós-parto.

Guilherme Banda referiu, por outro lado, que em todas as unidades sanitárias o Governo construiu igualmente residências para os profissionais da Saúde, nomeadamente para técnicos e enfermeiros.

Todas as unidades sanitárias existentes e em funcionamento no distrito de Changara possuem, para além de farmácias, laboratórios para análises clínicas.    

“Para além de médicos de clínica geral e oftalmologia no Hospital Distrital, todos os centros de Saúde contam com técnicos de várias especialidades, com destaque para os do Serviço de Saúde Materno e Infantil” - concluiu Guilherme Banda.

Bernardo Carlos

Sábados

CLICKADAS

...

A ROTA do desenvolvimento é uma peregrinação cheia de ...

TEMA DE ...

NO princípio do ano o Conselho Municipal da Cidade de Maputo prometeu ...

Conselho de administração

Presidente: Bento Baloi

Administrator: Rogério Sitóe

Administrator: Cezerilo Matuce

Siga-nos

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction