O BRASIL manifestou a vontade de aumentar os níveis de investimentos e diversificar as áreas de actuação em Moçambique, com vista a elevar as exportações dos dois países e reforçar os laços de cooperação económica. Leia mais

Comments

O presidenteexecutivo da norte-americana Chevron, Michael Wirth, considera que o projecto de exploração de gás natural da Anadarko, em Moçambique, pode ser “um bom negócio” a longo prazo. Leia mais

Comments

A Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH) apresentou até ao fecho do exercício fiscal de 2017 um resultado líquido de 2,7 mil milhões de meticais, o que corresponde a um aumento de 557 milhões de meticais, relativamente ao exercício fiscal de 2016 (2.1 mil milhões de meticais).

A informação consta do relatório de contas dos exercícios fiscais dos anos de 2016 e 2017, partilhado semana finda pela ENH.

Trata-se das primeiras demonstrações financeiras daquela companhia desde que, Omar Mitha, assumiu a presidência do Conselho de Administração em 2015, em substituição de Nelson Ocuane.

O crescimento resultou do aumento das vendas e bens e serviços de seis milhões de meticais em 2016, fixando-se em 8,3 milhões de meticais no ano seguinte.

Comments

O ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, realça que a vasta experiência da empresa portuguesa ANA e da francesa, VINCI Airports, vai ajudar à optimização da capacidade instalada nos aeroportos moçambicanos.

"Encoraja-nos a experiência comprovada dos nossos parceiros, como o caso da VINCI Airports, um dos líderes do sector aeroportuário internacional, que gere 45 aeroportos nos mercados mais exigentes, como Estados Unidos da América, França, Reino Unido e Portugal", afirmou, falando segunda-feira, em Maputo.

A empresa francesa também tem provas dadas em mercados emergentes, como Camboja, Chile e Sérvia.

O governante considerou, que a ADM enfrenta os desafios da manutenção da sua rede aeroportuária espalhada pelo país, para poder contribuir na dinamização da economia nacional.

"Com este memorando, é nossa expectativa, que os parceiros apresentem, igualmente, uma melhor abordagem, para óptimas soluções de investimento e de concessão, para desenvolver os aeroportos, a médio e longo prazo", declarou Carlos Mesquita.

A empresa Aeroportos de Portugal (ANA) vai participar no projecto de optimização da gestão e desenvolvimento dos aeroportos de Moçambique, visando alinhar o sistema aeroportuário local com os padrões internacionais.

Uma nota do Ministério dos Transportes e Comunicações refere que a ANA assinou na segunda-feira, em Maputo, um acordo de cooperação com a empresa Aeroportos de Moçambique (ADM) e a francesa VINCI Airports.

Comentando o entendimento, o presidente do Conselho de Administração da ANA, José Luís Arnaut, destacou o potencial de colaboração que se abre com este acordo, assinalando o foco no desenvolvimento do sistema aeroportuário moçambicano.

A ANA, prosseguiu, está interessada "em contribuir com um estudo mais aprofundado das potencialidades de Moçambique" no domínio dos aeroportos.

"Nós acreditamos, seriamente, nas potencialidades do desenvolvimento turístico, económico e da plataforma que Moçambique poderá representar", destacou.

Comments

A EMPRESA Nacional de Hidrocarbonetos (ENH), prevê arrancar, nas próximas duas semanas, com a implementação da fase piloto de ligação de gás canalizado para residências em Maputo. Leia mais

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction