O Governo reúne-se esta segunda-feira, em Maputo, com os armadores que desenvolvem a pesca nas águas nacionais, para discutir a gestão das pescarias no país.

Um comunicado de imprensa recebido na nossa Redacção refere que no encontro serão abordados, igualmente, assuntos relacionados com a pesca ilegal, direitos de pesca e outros temas relevantes para o desenvolvimento da pesca em Moçambique.

De acordo com o documento, a reunião será dirigida pelo Ministro do Mar, Águas Interiores e Pescas, Agostinho Mondlane. (RM)

 

Comments

A Anadarko Petroleum Corporation anunciou que a Mozambique LNG1 Company Pte. Ltd., entidade de vendas de propriedade conjunta dos parceiros da Área 1 em Moçambique, assinou mais um Contrato de Compra e Venda (CCV), desta feita com a Bharat Gas Resources Ltd., uma subsidiária integral da companhia indiana Bharat Petroleum Corporation Ltd. (BPCL) e que também é parceira no projecto.

O CCV é de 1 milhão de toneladas por ano (MTPA), válido por um período de 15 anos.
“Além de a BPCL ser um parceiro de capital upstreamno projecto de LNG em Moçambique, também estamos satisfeitos por tê-los como um dos nossos clientes”, disse Mitch Ingram, vice-presidente Executivo da Anadarko para o pelouro Internacional, Águas Profundas e Pesquisa, citado num comunicado publicado no portal da Anadarko.

“Com este acordo, a Mozambique LNG executou mais de 8,5 MTPA de contratos de compra e venda. O papel da Índia no mercado global de GNL continuará a crescer, sendo Moçambique LNG um fornecedor natural, dada a sua proximidade geográfica e 30 por cento de participação do Estado indiano no Mozambique GNL. Estamos gratos com a BPCL pelo seu apoio a Mozambique LNG e esperamos fornecer uma fonte fiável e de longo prazo de energia mais limpa durante muitos anos”, acrescentou.

O projecto de GNL de Moçambique, operado pela Anadarko, será o primeiro desenvolvimento onshore no país, inicialmente composto por duas unidades com capacidade total de 12,88 milhões de toneladas métricas por ano de LNG para apoiar o desenvolvimento dos campos de Golfinho/Atum localizados inteiramente na Área 1 Offshore.

A Anadarko fez a sua primeira descoberta na Área Offshore 1 em 2010. No total, Ingram disse que a empresa e seus parceiros descobriram cerca de 75 triliões de pés cúbicos de gás natural recuperável.

A Anadarko Moçambique Área 1, Lda, é uma subsidiária integral da Anadarko Petroleum Corporation, e companhia operadora da Área Offshore 1, com uma participação de 26,5 por cento. Outros parceiros incluem a ENH Rovuma Área Um, SA (15 por cento), Mitsui E & P Mozambique Area1 Ltda. (20 por cento), ONGC Videsh Ltd. (10 por cento), Beas Rovuma Energy Mozambique Limited (10 por cento), BPRL Ventures Mozambique BV (10 por cento) e PTTEP Mozambique Área 1 Limited (8,5 por cento).

Comments

A Anadarko Petroleum Corporation acaba de fechar mais um Contrato de Compra e Venda (CCV) do gás a ser produzido na Bacia do Rovuma, em Cabo Delgado, com a Bharat Gas Resources Ltd., uma subsidiária totalmente detida pela Bharat Petroleum Corporation Ltd. (BPCL) da Índia. Leia mais

Comments

A província de Manica atraiu durante o ano passado, investimentos estimados em mais de 700 milhões de meticais. O montante, segundo dados avançados pela Direcção Provincial da Indústria e Comércio de Manica resultou na montagem de 96 unidades industriais, implantadas um pouco por todos os distritos da província e da cidade de Chimoio. Leia mais

Comments

O Director-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevedo, defendeu esta semana, em Maputo, que Moçambique deve apostar na atracção de investimento para o desenvolvimento do país sem "dívidas onerosas para o povo". Leia mais

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction