O PRESIDENTE das Filipinas, Rodrigo Duterte, expressou a intenção de entregar armas aos moradores de Bohol para combaterem militantes extremistas escondidos na ilha, após um ataque falhado do grupo Abu Sayyaf na semana passada.

“Tenho intenção de armar e envolver os civis”, disse o Presidente na noite de quarta-feira, numa entrevista à imprensa local, durante a visita a Bohol, na região central do país.

Duterte assegurou que se os residentes da zona matarem os alegados terroristas “não têm com que se preocupar: deslocam-se à polícia, fazem um relatório em que declaram a verdade e não terão qualquer problema”, prometendo indultar os possíveis homicidas.

O Presidente disse que vai consultar as autoridades locais sobre a proposta de armar civis, pois estas “podem levantar algumas objecções”.

Duterte visitou Bohol uma semana depois de 13 membros do Abu Sayyaf se terem infiltrado na ilha, a bordo de lanchas para alegadamente sequestrarem turistas.

No final deste mês, a Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) vai reunir-se em Bohol.

O grupo foi avistado por moradores no passado dia 11 e foi confrontado pelo exército, o que resultou na morte de três soldados, um polícia e seis rebeldes, incluindo Abu Rami, considerado um líder do Abu Sayyaf.

Sete extremistas conseguiram fugir, pelo que Duterte ofereceu na quarta-feira uma recompensa de um milhão de pesos (18.700 euros) a quem possa facilitar a captura, “vivos ou mortos”.

“Ofereço uma recompensa pelos terroristas vivos ou mortos, mas prefiro-os mortos porque os vivos é preciso alimentar e é mais caro”, disse.

O Abu Sayyaf, fundado em 1991 na ilha de Basilan, sequestrou nos últimos anos dezenas de pessoas nas águas do sudoeste das Filipinas e nordeste na Malásia, para exigir resgates com os quais se financia.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Fevereiro 2018
A TRAGÉDIA que se abateu sobre a cidade de Maputo, na madrugada desta segunda-feira, matando 16 pessoas e ferindo outras tantas, em consequência do deslizamento do lixo nas proximidades do aterro de Hulene, chama à atenção para a necessidade de reflectirmos sobre o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Pressão social empurra meninas para uniões...
Sexta, 23 Fevereiro 2018
Raparigas da localidade de Massaca, distrito de Boane, queixam-se da pressão social e dizem que está na origem dos casamentos prematuros. Com efeito, é-lhes dito que estando no lar vão dignificar a família e a comunidade, e muitas cedem a este conselho que as empurra para um futuro incerto. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1905 visitantes em linha