A NOVA liderança do partido no poder na África do Sul não discutiu ontem o futuro do Presidente Jacob Zuma, revelou o seu secretário-geral, numa declaração considerada “um balde de água fria” sobre as intensas especulações da comunicação social de que na sua primeira reunião procuraria removê-lo da presidência do país.

A substituição de Zuma como líder do partido, pelo seu vice-presidente Cyril Ramaphosa, no mês passado, provocou expectativas generalizadas sobre o fim precoce do seu mandato presidencial, que foi marcado por persistentes alegações de corrupção.

“Essa questão não esteve em momento algum em discussão ou debate”, disse o secretário-geral do ANC, Ace Magashule, em resposta a uma pergunta sobre se o futuro de Zuma foi discutido ou seria ponto de agenda.

O único item na agenda foi uma declaração a ser lida por Ramaphosa no sábado para marcar o 106.º aniversário do ANC, disse Magashule a repórteres durante uma interrupção na reunião do Comité Executivo Nacional (NEC) na cidade litoral de East London, em Eastern Cape.

Zuma não precisa demitir-se antes do término do seu segundo mandato como Presidente em 2019, mas analistas consideram que ele é cada vez mais visto como um “inconveniente” político para o partido, uma vez liderado pelo icónico Nelson Mandela.

O apoio público do ANC diminuiu sob a liderança de Zuma, uma vez que os eleitores ficaram cada vez mais desiludidos com uma série de escândalos de corrupção, fraco crescimento económico e uma taxa de desemprego que aumentou para quase 28 por cento. Isto culminou com o ANC a perder municípios-chave nas eleições municipais do ano passado.

“O ANC não pode evitar ter que lidar com o futuro de Jacob Zuma. A liderança sabe quanto mais tempo Zuma permanecer, mais danos podem ser causados nas urnas (em 2019)”, disse Susan Booysen, pesquisadora e professora na Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo.

Dois membros seniores do NEC disseram a Reuters que a facção de Ramaphosa no ANC não queria tentar expulsar abertamente Zuma, uma vez que o NEC foi eleito há apenas um mês e porque a sua vitória foi marginal.

Poderá haver uma reunião menos mediática do NEC na próxima semana, onde uma discussão mais séria sobre a saída de Zuma seria realizada, disse um dos principais membros do partido.

Mais recentes

Breves

Editorial

EDITORIAL
Sexta, 23 Fevereiro 2018
A TRAGÉDIA que se abateu sobre a cidade de Maputo, na madrugada desta segunda-feira, matando 16 pessoas e ferindo outras tantas, em consequência do deslizamento do lixo nas proximidades do aterro de Hulene, chama à atenção para a necessidade de reflectirmos sobre o... Ler mais..

Primeiro Plano

IMAGE
Pressão social empurra meninas para uniões...
Sexta, 23 Fevereiro 2018
Raparigas da localidade de Massaca, distrito de Boane, queixam-se da pressão social e dizem que está na origem dos casamentos prematuros. Com efeito, é-lhes dito que estando no lar vão dignificar a família e a comunidade, e muitas cedem a este conselho que as empurra para um futuro incerto. Ler mais..

Assim vai o mundo

Preçário dos jornais online

Anual 5.746,00 MT
Semestral
Trimestral 1.436,00 MT
Mensal 478,00 MT
Quinzenal 239,00 MT
Semanal
Diário 18,00 MT

Jornal Noticias

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Domingo

Anual 1.872,00 MT
Semestral
Trimestral 468,00 MT
Mensal 156,00 MT
Semanal 27,00 MT

Jornal Desafio

Câmbio

Moeda Compra Venda
USD 58,31 59,47
ZAR 4,74 4,83
EUR 70,23 71,64

25.01.2018   Banco de Moçambique

Opinião & Análise

PARECE haver motivos bastantes para emprestar as palavras do polémico ...
2018-02-24 00:30:00
O SONO é um veneno que embriaga, paralisa o corpo, corta os movimentos e guia ...
2018-02-24 00:30:00
“Ide por todo o mundo, anunciai a Boa Nova a toda criatura” – Mc ...
2018-02-23 00:30:00
Há reportagens antigas  – nos jornais e televisões -  ...
2018-02-23 00:30:00
SÓ posso começar o presente texto dizendo mesmo isto: INAE, já ...
2018-02-23 00:30:00

Conversas ao sábado

  • Publicidade_Versao_Imprensa

Quem está online?

Temos 1832 visitantes em linha