Imprimir
Categoria: Internacional
Visualizações: 422

UM grupo de deputados republicanos anunciou na quarta-feira os detalhes de uma lei que conta com o apoio do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, à luz da qual os "dreamers" terão possibilidade de residir no país.

Os promotores da lei, entre os quais figuram Bob Goodlatte e o porto-riquenho Raúl Labrador, apresentaram em conferência de imprensa a proposta de lei, que cumpre os "quatro pilares" fixados na segunda-feira por Donald Trump a um grupo de deputados durante um encontro na Casa Branca.

O diploma aborda o futuro dos 690.000 "dreamers" ("sonhadores"), os indocumentados chegados aos Estados Unidos enquanto crianças, protegidos da deportação devido ao programa conhecido como DACA (Acção Diferida para Imigração Infantil), promulgado em 2012 pelo então Presidente norte-americano Barack Obama e cujo fim foi anunciado em Setembro pelo seu sucessor na Casa Branca.

Aquando da suspensão, Donald Trump deu uma margem de seis meses, até 05 de Março de 2018, para tornar efectiva a sua ordem, com vista a forçar uma alternativa no Congresso.

Neste âmbito, a iniciativa dos republicanos propõe que os beneficiários do DACA possam aceder a uma autorização migratória que lhes permita residir legalmente nos Estados Unidos, sem serem deportados, durante três anos, com possibilidade de renovação por tempo indefinido, uma proposta semelhante à que já oferecia o DACA.