Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

Centenas de crianças imigrantes choram, dormem no chão à espera pelos pais, dentro de gaiolas de metal, num armazém antigo no sul do Texas, nos Estados Unidos da América (EUA).

Uma das celas era ocupada por vinte crianças, entre garrafas de água, sacos de batata frita e grandes folhas de papel, que servem de cobertores, que se espalham pelo lugar.

A Patrulha de Fronteira permitiu que repórteres visitassem a instalação, em resposta às críticas contra a política de “tolerância zero” do governo de Donald Trump, que tem resultado na separação de famílias. Os repórteres não foram autorizados a entrevistar pessoas ou a tirar fotos.

Mais de 1100 pessoas estavam dentro da instalação ampla e escura, dividida em alas para crianças desacompanhadas, adultos que estão sozinhos e mães e pais com filhos. As gaiolas de cada ala têm acessos a áreas comuns e sanitários.

Segundo a Patrulha de Fronteira, cerca de 500 menores no local estão acompanhados pelos pais, mas outros 200 estão sozinhos. Muitos dos adultos que cruzam a fronteira sem permissão podem ser acusados de entrada ilegal e levados presos, sendo separados de seus filhos.

Cerca de 2300 crianças foram tiradas de seus pais desde que o Secretário de Justiça, Jeff Sessions, anunciou a nova política de “tolerância zero”, determinando que os funcionários do Departamento de Segurança Interna encaminhassem todos os casos de entrada ilegal nos Estados Unidos para serem processados criminalmente. Igrejas e grupos de defesa dos direitos humanos criticaram duramente a política, chamando-a de desumana.

Melania Trump

rejeita a separação

Entretanto, a primeira-dama norte-americana, Melania Trump, rompeu o seu habitual silêncio ao opinar sobre uma das questões mais quentes da política americana: a crise das crianças imigrantes na fronteira-sul dos  Estados Unidos.

A esposa do Presidente dos EUA expressou, por intermédio de seu porta-voz, a sua rejeição à prática de separar pais e filhos imigrantes sem documentos quando tentam entrar no país de modo irregular, mas pediu medidas a “ambos os lados”.

“A senhora Trump odeia ver crianças separadas de suas famílias e espera que ambos os lados do arco político entrem em acordo para conseguir uma reforma imigratória satisfatória. Ela acredita que precisamos ser um país que cumpre todas as leis, mas também que governe com o coração”, afirma o comunicado de Stephanie Grisham, directora de Comunicação da primeira-dama, enviado à rede CNN.

Um total de 1995 crianças foram separadas de seus parentes ao tentarem entrar no país entre 19 de Abril e 31 de Maio, segundo estatísticas do Departamento de Segurança Interna dos EUA. A cifra é ainda maior se forem levadas em conta vias não oficiais, como o Rio Grande, que alguns estrangeiros, principalmente centro-americanos, tentam cruzar de barco.

Como os menores não podem entrar nas prisões de adultos, são separados de seus familiares adultos e recolhidos em outras unidades. A maior instalação de crianças imigrantes encontra-se num antigo Walmart de Brownsville, Texas, com 1500 menores. (El País)

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction